Boeing reivindica US$ 355 milhões de ex-parceiros da Sea Launch

Boeing está processando a empresa russa Enérguia e as ucranianas Yujno e Yujni Metalostroitelni Zavod por suposta falta de pagamento de dívidas após a falência da empresa.

A Sea Launch foi fundada pelas empresas Boeing, Enérguia, Yujnoe, Yujni Metalostroitelni Zavod e a norueguesa Kvaerner Moss Tecnologia, em 1995, como uma joint venture para lançamentos comerciais de satélites ao espaço.

Embora o primeiro satélite comercial tenha sido lançado com sucesso em 1999, a empresa declarou falência dez anos depois, em meio à queda da demanda e os pagamentos de indenizações que seguiram o fracasso do lançamento.

Depois de uma reestruturação em 2010, a companhia russa Enérguia assumiu o controle de 95% da empresa.

Porém, durante a falência, a Boeing teve que pagar US$ 449 milhões aos bancos como garantia de empréstimos. A empresa está querendo reaver agora uma parte desse montante: cerca de US$ 222 milhões da Enérguia e US$ 133 milhões das empresas ucranianas.

Nenhumas das partes quis se pronunciar sobre o assunto.


Publicado originalmente pelo jornal Vedomosti

 

 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.