Bolsa de Moscou informa investidores sobre riscos com IPO

Foto: RIA Nóvosti / Aleksêi Filipov

Foto: RIA Nóvosti / Aleksêi Filipov

Teme-se na bolsa uma possível remoção de ações mais líquidas dos emissores – as cinco ações mais negociadas no final de setembro do ano passado representaram 70% do volume total de negócios.

No prospecto da oferta pública inicial de ações (IPO, na siga el inglês) da Bolsa de Moscou, que deve ser realizada no próximo dia 15, há uma advertência para os investidores sobre os riscos que podem afetar os seus resultados financeiros.

Teme-se na Bolsa de Moscou uma possível remoção de ações mais líquidas dos emissores ­–os cinco papéis mais negociados no final de setembro do ano passado representaram 70% do volume total de negócios.

Caso esses títulos sejam removidos, ou  se tornarem desinteressantes para os investidores por outras razões, isso afetará de forma negativa os negócios da bolsa.

De acordo com as previsões dos bancos organizadores, no final de 2014, o lucro da plataforma de negociações poderá chegar a US$ 341 milhões, um aumento de US$ 72 milhões em comparação com 2012, segundo estimativa do banco Renaissaince Capital.

A Bolsa de Valores de Moscou promete aos futuros acionistas direcionar em 2014 até 50% do lucro líquido para os dividendos, de acordo com IFRS (Iternational Financial Rerporting Standards).

Após 2012, os atuais acionistas da plataforma de negociações receberão 30% do lucro.

Publicado originalmente pelo RBC Daily 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.