Na presidência do G20, Rússia defende crescimento econômico

Dmítri Medvedev declarou que a Rússia usará sua presidência do G20 em 2013 para defender o crescimento econômico global. Fuente: Dmitri Astájov / RIA Novosti

Dmítri Medvedev declarou que a Rússia usará sua presidência do G20 em 2013 para defender o crescimento econômico global. Fuente: Dmitri Astájov / RIA Novosti

Começou na última terça-feira (16) em Moscou o primeiro evento econômico internacional de 2013: o “Fórum Gaidar”.

Durante a cerimônia de inauguração do Fórum Gaidar, na última terça-feira (16), em Moscou, o primeiro-ministro russo Dmítri Medvedev declarou que a Rússia usará sua presidência do G20 em 2013 para defender o crescimento econômico global.

“Nossa missão é oferecer a nossos parceiros uma política de promoção do crescimento econômico. É essencial restaurar a confiança nos mercados globais, promover novos centros financeiros internacionais, remover barreiras ao investimento direto e aumentar a transparência e a eficiência da regulação", anunciou Medvedev.

Para o premiê, o mundo está à espera de uma renovação do modelo do crescimento econômico e do equilíbrio geoeconômico e geopolítico, uma reconfiguração do sistema monetário internacional.

"O mundo está criando um novo modelo de regulação econômica que, provavelmente, terá um caráter supranacional”, disse Medvedev.

O ministro das Finanças russo, Anton Siluanov, declarou que a economia precisa de maior transparência, de "coordenação macroeconômica” e de "uma nova abordagem para os critérios de Maastricht", que estabelecem limites rigorosos sobre a dívida pública, déficit e inflação para os países da zona do euro. 

A próxima reunião entre ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais dos países do G-20 será realizada entre 15 e 16 de fevereiro em Moscou.

A cúpula do G20 ocorrerá entre 5 e 6 de setembro em São Petersburgo.

 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.