Egito compra ‘tanques voadores’ Ka-52 Katran

Anúncio foi feito no 'Show Aéreo de Paris 2017'.

Anúncio foi feito no 'Show Aéreo de Paris 2017'.

Andrêi Luzik/RIA Nôvosti
Helicópteros militares russos negociados em Paris ficarão baseados em Mistral construído pela França sob encomenda de Moscou, mas vendido ao Egito devido a sanções.

Durante o “Show Aéreo de Paris 2017”, que ocorre em Le Bourget entre 19 e 25 de junho, porta-vozes do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Rússia anunciaram a venda de helicópteros navais “Ka-52K Katran” para o Egito.

Os “Ka-52K” negociados com o Cairo ficarão baseados no porta-helicópteros Mistral que foi construído pela França sob encomenda da Rússia, mas vendido ao Egito devido às sanções financeiras contra Moscou.

Mas a Rússia e o Egito ainda precisarão determinar as características técnicas das aeronaves, segundo Dmítri Chugaev, diretor do órgão russo.

"Precisamos chegar a um acordo sobre as características técnicas das aeronaves e as condições econômicas [da venda]. Ou seja, ainda há caminho árduo na preparação do contrato", disse.

O modelo “Katran” é o único helicóptero do mundo capaz de lançar mísseis antinavios de grande calibre, armamento criado inicialmente para aviões de combate.

"O novo helicóptero Ka-52K recebeu os mais novos mísseis de cruzeiro antinavio X-35 e X-31. Ou seja, ele é um tanque voador com míssil de cruzeiro", diz o analista militar do jornal “Izvêstia”, Dmítri Safônov.

O modelo foi criado para exercer funções de patrulha, apoio de fogo durante desembarque na costa e missões de defesa.

Síria como campo de testes

Os Ka-52K foram empregados em condições de combate pela primeira vez durante a operação militar na Síria, quando ficaram instalados no porta-aviões “Almirante Kuznetsov” e foram utilizados durante operações contra o EI (Estado Islâmico).

O único diferencial entre o 'K-52 Alligator' e o 'K-52' versão naval são as hélices dobráveis. Infográfico: RIA NôvostiO único diferencial entre o 'K-52 Alligator' e o 'K-52' versão naval são as hélices dobráveis. Infográfico: RIA Nôvosti

As primeiras imagens de uso militar dos “Ka-52K” foram divulgadas em 3 de abril de 2016, quando o exército da Síria, com apoio da aviação russa, anunciou a libertação da cidade de Al-Qaryatayn, na província de Homs.Fonte: YouTube/Rusvesna.su 1945

As habilidades da versão naval do “Ka-52” são semelhantes às do “Ka-52” convencional, de acordo com o presidente do Centro Internacional da Análise Geopolítica, coronel-general aposentado, Leoníd Ivashóv,

"Os ‘Ka-52K’ também são utilizados para apoiar unidades de tropas de infantaria. As principais diferenças entre o ‘Ka-52’ e o ‘Ka-52K’ são as hélices dobráveis, que o tornam compacto o suficiente para caber no hangar do porta-helicópteros, e o sistema de navegação, mais moderno, adaptado a voos sobre o mar.

Para os analistas, o Egito deverá adquirir todos as 32 aeronaves ‘Ka-52K’ construídas para o porta-helicópteros Mistral.


Caraterísticas técnicas do Ka-52K:

Tripulação: 2 pessoas
Peso máximo de decolagem: 12.200 kg
Velocidade máxima: 300 km/h
Raio de ação: 460 km
Armamento principal:
- Canhão 2A42 feito com calibre de 30 mm;
- Mísseis antitanque Vihr.

Armamentos adicionais:
- Sistemas de foguetes não guiados;
- Mísseis ar-ar R-73 e Igla-V;
- Mísseis não guiados ar-terra.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.