Assunção e Moscou assinam acordo de cooperação militar

Um dos pontos mais importantes do documento, segundo vice-ministro da Defesa russo, é o envio de militares paraguaios a instituições russas de ensino superior.

Um dos pontos mais importantes do documento, segundo vice-ministro da Defesa russo, é o envio de militares paraguaios a instituições russas de ensino superior.

Ministério da Defesa da Rússia
Paraguai se compromete a trocar informações militares e sobre terrorismo com Rússia. Os países também realizarão exercícios militares e atividades conjuntas na área de defesa.

Durante a 6° Conferência de Segurança Internacional, realizada entre 26 e 27 de abril em Moscou, o ministro da Defesa Nacional do Paraguai, Diogenes Martinez, e o vice-ministro da Defesa russo, Aleksander Fomin, assinaram um acordo de cooperação militar bilateral.

O documento será válido pelos próximos dez anos e poderá ser prolongado automaticamente por mais cinco anos, e prevê a cooperação entre países na área de defesa.

"Acreditamos que um dos assuntos mais importantes na nossa cooperação é a formação de militares paraguaios de todas as especialidades em instituições de ensino superior russas", declarou Fomin.

O novo acordo estabelece um intercâmbio de informações sobre questões de política militar e visa a reforçar a segurança internacional.

Os países também se comprometeram a realizar exercícios militares conjuntos, reuniões de trabalho e treinamentos dos militares.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.