Navios da Frota do Báltico ancoram no porto de Havana

Navio-patrulha russo Iaroslav Mudr

Navio-patrulha russo Iaroslav Mudr

Mil.ru
Travessia transoceânica teve início na metade de outubro a partir do mar Mediterrâneo. Em Cuba, navios serão reabastecidos enquanto marinheiros descansam.

O navio-patrulha oceânico Iaroslav Mudri e o petroleiro Lena, ambos pertencentes à frota russa do Báltico, chegaram ao porto de Havana, em Cuba, segundo informou o porta-voz do Distrito Militar Oriental russo, Roman Martov, nesta quarta-feira (26).

“Marinheiros da Frota do Báltico irão reabastecer os navios com água e alimentos, inspecioná-los e fazer um descanso após a travessia transatlântica”, disse Martov.

O Iaroslav Mudri iniciou o trajeto a partir do mar Mediterrâneo, onde fazia parte do grupo permanente da Marinha russa, em meados de outubro. Antes disso, realizou missões antipirataria no Oceano Índico por semanas.

Com a agência de notícias Tass

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.