Sete empresas russas entram para ranking de exportação militar

Tactical Missiles Corporation foi a única empresa russa que teve lucros maiores ao longo de 2015

Tactical Missiles Corporation foi a única empresa russa que teve lucros maiores ao longo de 2015

Marina Listseva/TASS
Faturamento de líderes alcançou os 20,5 bilhões de dólares, sendo quase US$ 7 bilhões acumulados pela Almaz-Antey. Topo do ranking permanece igual desde 2012.

Sete empresas russas do setor de defesa faturaram 20,5 bilhões de dólares com a exportação de armas em 2015 e entraram para o ranking dos 100 maiores fornecedores militares do mundo divulgado pelo Defense News.

Apesar disso, as companhias perderam posições em relação ao ano passado devido à queda da taxa de câmbio do rublo e redução dos lucros no mercado interno.

A empresa do país que obteve o maior lucro no ano passado foi o consórcio do setor defesa aeroespacial Almaz-Antey, que, embora tenha sofrido uma queda de 24,4% nas receitas em relação a 2014, conseguiu faturar US$ 6,9 bilhões e ocupa a 11ª posição.

Outros destaques que também figuram no ranking, apesar do menor rendimento, são a fabricante de aviões United Aircraft Corporation (cuja receita 25% inferior fez com que caísse do 14º para o 16º lugar) e a Russian Helicopters (19% a menos, 25ª posição).

Apenas uma empresa russa aumentou seus lucros no mercado durante a crise, a Tactical Missiles Corporation (37º lugar).

Entre as cem melhores empresas constam ainda as russas Tecnologias Radioeletrônicas (48ª posição), Uralvagonzavod (60ª) e RTI (83ª).

Os três primeiros lugares no ranking do Defense News permanecem inalterados desde 2012. As duas maiores exportadoras de armas continuam sendo as norte-americanas Lockheed Martin e Boeing, seguidas pela britânica BAE Systems.

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.