Índia pretende comprar mísseis de cruzeiro Kalibr

Disparo a partir do Mediterrâneo contra posições da Frente al-Nusra

Disparo a partir do Mediterrâneo contra posições da Frente al-Nusra

Ministério da Defesa/TASS
Assunto será debatido entre partes durante cúpula do Brics, em outubro. Amplamente usado na campanha síria, aparato ajudará indianos a desenvolver tecnologia própria.

A Índia anunciará em breve à Rússia seu interesse em comprar novos mísseis de cruzeiro Kalibr, usados recentemente durante a campanha na Síria, segundo declarou uma fonte diplomática não identificada à agência de notícias Ria Nôvosti.

Segundo a fonte, a questão será discutida e a proposta, entregue, durante futuras visitas do presidente russo Vladímir Pútin à Índia.

Além de visitar a cidade de Goa para a 8ª cúpula de líderes do Brics, em outubro, Pútin irá a Nova Déli para um encontro bilateral Rússia-Índia antes do final do ano.

Os Kalibr são equipados com o mais recente sistema de orientação de alta precisão, porém com autonomia de voo reduzida conforme estipulam as normas internacionais.

“O Kalibr é orientado por satélite de alta precisão e, por isso, sua aplicação requer cooperação muito estreita na esfera militar, já que os indianos terão acesso a um modelo tridimensional da Terra, mapas, regiões e as frequências militares [do sistema russo de localização por satélite] Glonass”, disse o chanceler russo Serguêi Lavrov.

Essas oportunidades não são dadas a qualquer um, apenas a aliados mais próximos”, completou.

Lançamento múltiplo de mísseis Kaliber a partir de submarino Foto: ZvezdaLançamento múltiplo de mísseis Kaliber a partir de submarino Foto: Zvezda

A um passo do Kalibr indiano

A Marinha indiana já possui mísseis Kalibr, mas apenas a versão antinavio.

A  atualização usada para ataques contra terroristas na Síria se distingue pela presença de um novo sistema de orientação de alta precisão, mas o alcance da versão para exportação será reduzido, até 300 km, para não violar acordos internacionais.

Ainda assim, acredita-se que, com o advento dos mais recentes mísseis Kalibr, os militares indianos terão não só novas capacidades de combate, mas serão capazes de se preparar para começar a desenvolver o míssil de cruzeiro localmente.

“Os indianos estão desenvolvendo seus próprios mísseis de cruzeiro de médio alcance chamados ‘Nirbhay’. O primeiro teste bem-sucedido foi realizado este ano, mas ainda estamos muito longe de adotá-los”, disse Peter Topitchkanov, oficial do programa “Os problemas da não proliferação”.

“A compra do Kalibr ajudará em termos de desenvolvimento da tecnologia, para entender o papel desses sistemas nas forças armadas e também planos operacionais”, prevê Topitchkanov.

Publicado originalmente pelo jornal Izvéstia

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.