No futuro, guerras serão travadas entre operadores e robôs, diz pesquisador

Perdas humanas em operações podem se tornar mínimas com advento de robôs

Perdas humanas em operações podem se tornar mínimas com advento de robôs

Press Photo
Sistemas não tripulados serão capazes de combater em terra, água e ar.

O tenente-general Andrêi Grigoriev, doutor em Ciências Técnicas e diretor da Fundação de Estudos Avançados da Rússia, contou em entrevista à agência RIA Nôvosti como serão as armas das guerras do futuro.

Quando irá surgir um protótipo de robô de combate?

A tarefa da fundação não é a criação de robôs de combate e seus sistemas. Este é o objetivo de alguns de nossos clientes, como o Ministério da Defesa, o Serviço Federal de Segurança e o Ministério de Situações de Emergência. Nossa tarefa é criar os componentes para que esses robôs funcionem: base de instrumentos, sistemas de comunicação, motores, sistemas de gestão coletiva, interação “operador-máquina” e tudo o mais. O Ministério da Defesa sabe de que jeito deve ser o robô de combate que atenda às suas necessidades. Porém, o designer que irá desenvolvê-lo não irá construir o robô do zero, ele terá à disposição um conjunto de peças com o qual rapidamente poderá criar a máquina que o cliente deseja. É justamente nisso que consiste a tarefa da fundação.

Já temos um robô de combate, o Nérekhta, que na verdade é o protótipo de nossa futura plataforma de combate. Ele não foi feito exclusivamente para o Ministério da Defesa, é uma plataforma que vamos ampliar por meio do desenvolvimento de tecnologias-chave.

Robot militar Nérejta Foto: Press PhotoNérekhta é o protótipo da futura plataforma de combate Foto: Press Photo

O projeto de desenvolvimento da nova geração do Ratnik, o equipamento do "soldado do futuro", já foi elaborado?

O trabalho com o Ratnik-2 está sendo realizado no Ministério da Defesa e nós estamos trabalhando, por assim dizer, com o Ratnik-3. Na verdade, aqui chamamos esse projeto de Legionário. Pela primeira vez estamos considerando as armas portáteis e a proteção pessoal de nossos soldados como partes de um grande sistema, que inclui armamentos, sistemas de comunicação, meios de proteção contra estilhaços e balas e equipamentos de alta qualidade que permitem ao soldado sentir-se confortável em praticamente qualquer condição climática. Também estão incluídos nesse projeto as pesquisas de desenvolvimento referentes à nutrição dos soldados, aos meios de suporte médico, à evacuação e ao diagnóstico e tratamento eficaz de doenças, independentemente da localização. Estamos avaliando as possibilidades da prática de medicina remota e da robótica médica, para que seja possível planejar uma cirurgia e o tratamento médico de um soldado que esteja em outro continente.

Como você vê o campo de batalha do futuro?

Vejo uma robotização cada vez maior. As tarefas militares serão cumpridas com o mínimo de perdas para os exércitos. Gradualmente, o soldado irá se transformar em operador e se afastar do campo de batalha.

Andrei Grigoriev Foto: Press PhotoGrigoriev: "O soldado vai se afastar do campo de batalha" Foto: Press Photo

Quais são as perspectivas dos veículos não tripulados, como lanchas e tanques?

A nosso ver, o futuro pertence aos sistemas não tripulados. Os combates serão travados entre potentes unidades robóticas, que irão combater tanto em terra como no ar, na água e no espaço, sempre integradas a grandes sistemas unificados de reconhecimento e ataque.

Que projetos estão em fase de conclusão?

Já iniciamos os testes abertos do projeto Herbário, um sistema de desenvolvimento coletivo de engenharia de software. Também está sendo concluído o projeto conjunto com o Ministério de Situações de Emergência denominado Sistema 112. Em seguida, nosso laboratório irá se ocupar da solução de problemas referentes ao reconhecimento de imagens, para que o imenso número de operadores que rastreiam eventos extraordinários por meio de câmeras de vigilância possa ser substituído por sistemas automatizados.

Plataforma tecnologica para a criação de um androide Foto: Press PhotoPlataforma tecnológica para criação de um androide Foto: Press Photo

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?      
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.