Índia pode assinar contrato de US$ 6 bilhões por cinco sistemas S-400

Adotado no Exército russo em 2007, S-400 exerceu papel de destaque na Síria

Adotado no Exército russo em 2007, S-400 exerceu papel de destaque na Síria

Aleksêi Danitchev/RIA Nôvosti
Acordo foi aprovado internamente e país agora aguarda assinatura entre as partes, espera para ainda este ano. China deverá ter, porém, prioridade no recebimento.

O Conselho Indiano para Compras de Defesa aprovou no último dia 13 um acordo para adquirir da Rússia um pacote de sistemas de mísseis antiaéreos S-400, o principal elemento do sistema de defesa aérea russa usado na Síria.

“A assinatura do contrato pode acontecer no final de 2016, e estamos falando sobre a compra de cinco baterias de divisão dupla do S-400 S e 6.000 mísseis, que totalizam US$ 6 bilhões”, disse à agência Tass uma fonte no Ministério da Defesa da Índia.

Segundo o especialista militar Dmítri Safonov, a pasta da Defesa russa pretende, em primeiro lugar, fornecer ao Exército russo 16 baterias do sistema de defesa antiaérea de médio alcance S-400 ZRK, e só depois iniciará as exportações.

“Até o final de 2016, as Forças Armadas russas vão receber as últimos cinco baterias do S-400, e Moscou começará a trabalhar ativamente para exportar esse sistema”, diz o especialista.

A China deve ser o primeiro na linha para o fornecimento dos sistemas de mísseis antiaéreos, acredita Safonov. “A Rússia e a China têm relações calorosas e amigáveis ​​e, a título de exceção, o primeiro conjunto de sistemas S-400 será enviado para o nosso parceiro, talvez, ainda em 2016”, acrescenta.

O contrato para o fornecimento à China de seis conjuntos com oito lançadores S-400 ZRK, além de máquinas de suporte, é estimado em US$ 3 bilhões.

Uma das baterias do sistema S-400 pode ter até 300 máquinas e consistir de duas ou três divisões, dependendo da localização do deslocamento e das decisões da Defesa. “O complexo inclui também  sistemas de radar, veículos de comando e etc.”

O S-400 Triumf é um sistema de nova geração de mísseis antiaéreos de médio e grande alcance. Pode atingir aviões a uma distância de até 400 km; a uma distância de até 60 km, é capaz de alcançar alvos balísticos táticos voando até 4,8 km/s.

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.