S-500 terá tecnologia de comunicações de sexta geração

S-400 Triumf mostrou eficácia em campanha russa na Síria

S-400 Triumf mostrou eficácia em campanha russa na Síria

Serguêi Bobilev/TASS
Sistema de defesa antiaérea será ‘imperceptível’ graças a novos canais de rádio. Equipamento aumentará não só discrição, como qualidade e alcance das comunicações.

O futuro sistema russo de mísseis superfície-ar de longo alcance, o S-500, terá novos sistemas de comunicação de rádio inigualáveis ​​em termos de qualidade, distância de transmissão de dados e discrição, de acordo com seus desenvolvedores.

“Atualmente, estamos desenvolvendo a próxima, sexta geração de recursos de comunicações por rádio para complementar os vários tipos de tecnologia militar, incluindo sistemas de mísseis ar-superfície – os já presentes nas forças armadas e aqueles que virão no futuro”, disse um representante da indústria de defesa russa, destacando que o futuro sistema de mísseis terra-ar S-500 será um deles.

Segundo a fonte, as estações de rádio da geração anterior operam em frequências pré-estabelecidas, o que aumenta a possibilidade das informações transmitidas serem rastreadas e interceptadas. Nos sistemas futuros, porém, será impossível que tais situações ocorram.

“O equipamento terá um potencial completamente novo e aumentará significativamente a qualidade, o alcance, a proteção e a discrição das comunicações. A tecnologia de comunicações de sexta geração será criada dentro dos próximos dois anos”, acrescentou o representante.

Em entrevista ao Gazeta.ru, o especialista militar Mikhail Khodarionok afirmou que os novos sistemas de comunicação e defesa antiaérea devem ser sobretudo furtivos e imunes a quaisquer contratempos.

“Furtivos, para ocultar o que as pessoas estão dizendo, o que está sendo transmitido, o tipo de troca de informações, e imunes a distúrbios para que as comunicações funcionem em todas as condições, mesmo quando expostas ao inimigo”, explicou Khodarionok.

“Nenhum distúrbio criado pelo inimigo quando a informação codificada está sendo transmitida deve afetar a eficiência do sistema, porque o centro de comando está em um lugar, a divisão em outro, e a rampa de lançamento em um terceiro. Mas a informação deve ser transmitida. Há antenas que se estendem para fora e ajudam a estabelecer a comunicação”, acrescentou.

O S-500 é um sistema universal de intercepção de longo alcance e alta altitude com potencial adicional de defesa antimíssil.

O novo sistema irá superar significativamente o atual S-400 Triumf, que provou o seu valor durante as recentes operações da Força Aérea russa na Síria, cobrindo todo o território do país e transformando-o em uma zona de exclusão aérea.

O S-500 será capaz de detectar e, simultaneamente, atingir até 10 alvos supersônicos balísticos voando a uma velocidade de 7,25 km por segundo, além de atingir ogivas de mísseis hipersônicos.

Texto originalmente publicado pelo Gazeta.ru.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?  
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.