Tropas russas usam tecnologia de ponta para desativar minas em Palmira

mil.ru
O Ministério da Defesa russo está enviando sapadores do Centro Internacional Antiminas e maquinário à Síria para desativar as minas de Palmira. Veja tipo de tecnologia é usada para limpar dispositivos explosivos de cidade histórica.

Uran-6

Foto: Said Tsarnaev / RIA NovostiCom quase 7 toneladas, o Uran-6 é uma "vassoura de minas" Foto: Said Tsarnaev/RIA Nôvosti

O robô multifuncional Uran-6 é usado para abrir passagens em campos minados e eliminar do território minas e objetos explosivos com massa explosiva de até 1 kg.

Pesando entre 6 e 7 toneladas, este robô-sapador é capaz de ultrapassar barreiras de até 1,2 metro de altura. Pode ser controlado por controle remoto a uma distância de até 1 km, arando a terra e detonando todas as minas que descobre no caminho. 

Uran-14

Fonte: Mil.ruRobô capaz de se autoabastecer consegue apagar incêndio mesmo em condições adversas Foto: Mil.ru

Com peso de 14 toneladas, este robô é usado para apagar incêndios ao redor de objetos explosivos. Suas dimensões impressionantes são necessárias para o transporte de quantidades significativas de água no tanque. Aliás, pode ser preenchido com duas toneladas de água e 600 litros de espuma.

Mas o Uran-14 não apenas apaga o fogo – ele é capaz de se abastecer com água em hidrantes ou reservatórios artificiais. Além disso, pode se aproximar do incêndio, mesmo em meio a uma chuva de balas e fragmentos.

Sua parte superior contém um compartimento manipulável, a partir do qual é possível disparar água e espuma. O comprimento do jato contínuo de água é de 50 metros, e o de espuma, de, pelo menos, 35 metros.

UR-77: 'Zmei Gorinitch'

Anatoly Semekhin / TASSO 'Dragão eslavo' tem capacidade para dois tripulantes e duas cargas de desminagem Foto: Anatóli Semekhin / TASS

Trata-se de um sistema móvel de desminagem reativo capaz de adentrar campos de minas antitanque durante a batalha. Ele desmantela as minas por meio do poder de ataque de explosão da carga, que age sobre o detonador da mina. A massa total do explosivo que pode lançar chegar a 700 quilos.

Este robô, que tem assento para dois tripulantes, é chamado não oficialmente de ‘Zmei Gorinitch’ (‘Dragão eslavo’). Cada equipamento desses pode transportar duas cargas de desminagem.

Novos detectores de mina IMPS-2

Fonte: Mil.ruSob neve ou terra, esses detectores identificam minas a 1,5 m de profundidade oto: Mil.ru

O IMPS-2 ajuda a detectar objetos explosivos no solo ou na neve a uma profundidade de 1,5 metro, por atrás de barreiras de materiais não magnéticos e ao longo de reservatórios na orla costeira a também 1,5 metro de profundidade.

Roupas de proteção OVR-2 Sokol

Foto: Said Tsarnaev / RIA NovostiRoupa de 8,5 kg protege contra pequenos fragmentos e até balas 9 mm Foto: Said Tsarnaev/RIA Nôvosti

Os elementos de proteção da roupa Sokol (Falcão) são capazes de evitar que o sapador seja ferido com pequenos fragmentos; além disso, seu capacete, que contém uma viseira de proteção, pode resistir a uma bala de 9 mm disparada a uma distância de 25 metros. A roupa pesa apenas 8,5 kg.

Detectores para dispositivos explosivos sem contato Korshun

Foto: Mil.ruBarreiras de cimento, tijolo e metais não diminuem eficácia de detecção do Korshun Foto: Mil.ru

O Korshun (Pipa) é capaz de detectar dispositivos explosivos posicionados atrás de várias barreiras: paredes de concreto e tijolo, cercas de arame farpado e redes metálicas, ou sob o asfalto e estradas revestidas de concreto. Além disso, consegue detectar, por controle remoto, minas e bombas caseiras a uma distância de até 30 metros.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.