Drone-stealth para voo a grande altitude sairá do papel em 2016

Trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do Obzor-1 serão concluídos em 2016

Trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do Obzor-1 serão concluídos em 2016

Press Photo
Autonomia, invisibilidade e voos acima de 10 mil metros são características previstas. Modelo será o primeiro veículo aéreo não tripulado da Rússia para grandes altitudes e com grande autonomia de voo.

Um novo veículo aéreo não tripulado com tecnologia stealth para voos a grande altitude está sendo desenvolvido pelo Instituto Central de Aero-Hidrodinâmica Jukóvski, em parceria com a Fábrica Miassichev de Engenharia Mecânica Experimental.

Os trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do drone, sob o nome de código Obzor-1, serão concluídos em 2016. Em seguida começará a criação do primeiro protótipo.

O Obzor-1, cujo nome poderia ser traduzido por “visão geral”, terá asa alongada com elevada relação de carga, o que aumenta as características aerodinâmicas do veículo.

Embora não se tenha mais detalhes do projeto, o programa estatal de armamento da Rússia define que a autonomia de voo do drone se estenda por, pelo menos, 24 horas, e a altitude de voo não seja inferior a 10 mil metros.

A Rússia não dispõe hoje de um veículo aéreo não tripulado para grandes altitudes e com grande autonomia de voo. O drone Orion-2, da Kronstadt, consegue voar entre 20 a 60 horas, mas é projetado para voos a altitudes médias.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.