Comédia romântica dos anos 60 “As Garotas” é atração gratuita da semana no YouTube

Yuri Chulyukin / Mosfilm, 1961
Longa rendeu fama mundial à protagonista Nadezhda Rumyantseva.

Neste fim de semana, o projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” disponibiliza gratuitamente no canal do CPC-UMES no YouTube a comédia romântica “As Garotas” (1961), do diretor Yury Chulyukin.

O filme retrata a história da jovem Tosya, que chega a uma aldeia da Sibéria para trabalhar como cozinheira. O lenhador Ilya aposta que ela vai se apaixonar por ele, mas após alguma relutância percebe que é ele que está apaixonado por ela.

A atuação da protagonista Nadezhda Rumyantseva, que no auge dos seus 30 anos interpretou com maestria uma garota de 18, lhe rendeu fama mundial.

As exibições estarão disponíveis no YouTube de sexta, 03/06, 19h, até domingo, 05/06, 19h.

O projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” está em seu terceiro ano, com a exibição gratuita de um filme russo por semana. A realização é do Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (CPC-UMES), que distribui e comercializa no Brasil os filmes do Estúdio Mosfilm. Ao longo do primeiro semestre de 2022, estão sendo exibidos longas dos mais variados gêneros a partir de matrizes restauradas, incluindo clássicos de Bondartchuk e Tarkóvski.

LEIA TAMBÉM: Livro sobre Dostoiévski escondido na era Stálin é publicado pela primeira vez em língua estrangeira

Caros leitores e leitoras,

Nosso site e nossas contas nas redes sociais estão sob ameaça de restrição ou banimento, devido às atuais circunstâncias. Portanto, para acompanhar o nosso conteúdo mais recente, basta fazer o seguinte:
Inscreva-se em nosso canal no Telegram t.me/russiabeyond_br

Assine a nossa newsletter semanal

Ative as notificações push, quando solicitado(a), em nosso site

Instale um provedor de VPN em seu computador e/ou smartphone para ter acesso ao nosso site, caso esteja bloqueado em seu país. 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies