Inspirado em eventos reais, filme “Ela” é atração gratuita no Youtube neste fim de semana

Larissa Sadilova/Mosfilm, 2013
Melodrama explora a falta de perspectivas de uma jovem do Tadjiquistão que se muda sozinha para os arredores de Moscou.

O projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” dá sequência à temporada de 2022 de exibições gratuitas no Youtube com a apresentação de “Ela” (2013), de Larisa Sadilova.

No filme, a jovem Maya foge da casa dos pais no Tadjiquistão para viver com o namorado, que trabalha na Rússia. Logo, o rapaz deixa Maya para se casar no seu país com uma noiva escolhida pelos pais. É então que entra a russa Nadia para ajudá-la a superar a situação.

Assim como nas edições anteriores do “Cinema Soviético e Russo em Casa”, “Ela” estará disponível no canal do CPC-UMES no YouTube no Youtube entre sexta-feira (25), às 19h00, e domingo (25), também às 19h00. 

Ao longo do primeiro semestre de 2022 serão exibidos longas dos mais variados gêneros a partir de matrizes restauradas. Este é o terceiro ano do “Cinema Soviético e Russo em Casa”, com a exibição gratuita de um filme russo por semana. O projeto foi desenvolvido pelo Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (CPC-UMES), que distribui e comercializa no Brasil, em DVD e Blu-Ray, streaming, TV e cinema os filmes produzidos pelo Estúdio Mosfilm.

LEIA TAMBÉM: 5 filmes que ajudam a entender melhor a história da Rússia

Caros leitores e leitoras,

Nosso site e nossas contas nas redes sociais estão sob ameaça de restrição ou banimento, devido às atuais circunstâncias. Portanto, para acompanhar o nosso conteúdo mais recente, basta fazer o seguinte:
Inscreva-se em nosso canal no Telegram t.me/russiabeyond_br

Assine a nossa newsletter semanal

Ative as notificações push, quando solicitado(a), em nosso site

Instale um provedor de VPN em seu computador e/ou smartphone para ter acesso ao nosso site, caso esteja bloqueado em seu país

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies