Clássico “Boris Godunov”, de Bondartchuk, é a atração do Cinema Russo neste fim de semana

Serguei Bondarchuk/Mosfilm, 1986
Ambientado entre os anos 1598 e 1605, às vésperas do Tempo de Dificuldades, filme retrata a ascensão e queda do tsar Boris Godunov frente a um jovem monge que se faz passar pelo filho de Ivan, o Terrível.

O projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” traz gratuitamente ao YouTube neste fim de semana o clássico “Boris Godunov” (1986), de Serguêi Bondartchuk. O longa ficará disponível das 19h00 desta sexta-feira (28) até as 19h00 do domingo (30).

Um dos mais famosos cineastas russos, Bondartchuk não apenas dirige, como também protagonisa esta adaptação do conto homônimo de Aleksandr Púchkin.

A história se passa em torno da figura de Boris Godunov, que subiu ao trono tsarista no final do século 16, após a morte do herdeiro de Ivan, o Terrível. No início, as coisas correm bem para Godunov, mas quando o povo russo começa a acreditar que ele matou o filho de seu predecessor, somente para abocanhar o trono, surge uma aliança contra o novo tsar. Os acontecimentos fogem ainda mais de seu controle quando um jovem monge é apresentado como o filho de Ivan que Godunov teria matado. Além dessas angústias, o tsar começa a sofrer graves problemas de saúde.

Em seu segundo ano, o projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” exibe gratuitamente um filme russo por semana. A ideia foi concebida pelo Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (CPC-UMES), que distribui e comercializa no Brasil os filmes do Estúdio Mosfilm.

Ao longo do primeiro semestre de 2021, estão sendo exibidos um total de 22 longas dos mais variados gêneros a partir de matrizes restauradas.

LEIA TAMBÉM: Os 10 melhores livros russos sobre o período tsarista

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies