As primeiras fotos coloridas do Império Russo

Crianças em Ialta. 1910

Crianças em Ialta. 1910

Piotr Vedenissov/МАММ/MDF/Russia in photo
Imagens únicas documentam monumentos perdidos, arquitetura urbana e a vida cotidiana das pessoas em todo o país.

As primeiras fotos em cores do Império Russo apareceram no final do século 19.

A maioria delas era colorida manualmente, e apenas alguns dos exemplares foram preservados até hoje.

Convento Novodevichy, Moscou. Em torno de 1890

Todas essas imagens únicas capturaram a vida de pessoas em diferentes regiões do país na virada do século 20.

Praça Vermelha, década de 1900

As fotos coloridas ajudavam a esconder o papel branco, que ficava amarelo após algum tempo. 

Na casa de Kuma. Malorossia. Década de 1900

O papel era pintado de verde ou rosa, dependendo do efeito desejado, com a ajuda de corantes de anilina.

Prospekt Nevsky. Vista do restaurante Lejen. 1900-1907

O fotógrafo Peter Pavlov manteve cerca de uma dúzia de fotos do centro da cidade de Moscou, com edifícios que não existem mais hoje.

Portão Vladimirskie de Kitai-Gorod (século 16) e a Capela de Panteleimon, o Curador (século 19), entre a rua Nikolskaia e a Praça Lubianskaia. Ambos foram demolidos em 1934. Foto tirada no final dos anos 1900

Sua câmera também capturou grandes eventos da cidade, como a coroação de Nikolai 2º, a inauguração do monumento a Aleksandr 2º e algumas celebrações folclóricas.

Rua Malaia Dmitrovka. Década de 1890. Linha de bonde operou ali até 1953

A prática de tirar fotos coloridas só começou no início dos anos 1900. Alguns fotógrafos usavam o processo autocromático dos irmãos Lumière (quando uma foto é feita através dos filtros vermelho, verde e azul).

Filhos de Kozakov. Propriedade Nikolskoe na região de Simbirsk (atual Uliánovsk). 1910

A contribuição mais significativa no desenvolvimento da fotografia colorida na Rússia foi feita pelo químico Serguêi Prokúdin-Górski. Em 1905, o cientista patenteou seu complexo processo de produção de fotografia colorida e deu origem à maior coleção de fotos coloridas do Império Russo.

Prokúdin-Górski clicou Lev Tolstói, Fiódor Tchaliapin e outras pessoas famosas de sua época. E também produziu vários autorretratos.

Autorretrato. Cachoeira Kivatch. Distrito de Olonets. 1915

Entre 1909 e 1915, o fotógrafo viajou pelo país registrando templos antigos, cidades, natureza e cenas cotidianas do interior russo. Após a Revolução, deixou o país, levando a maioria das fotos consigo. Atualmente, essas imagens estão armazenadas na Biblioteca do Congresso dos EUA.

LEIA TAMBÉM; 7 proibições BIZARRAS da Rússia tsarista

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies