Moscou perdida no tempo e nos sonhos

Capital russa é retratada por ex-militar sob ângulos inusitados – e nem sempre reais.

Aleksandr Starodubov gostava de pintar desde a infância. Mostrando habilidade excepcional, ganhou prêmios em concursos e competições de artes plásticas. Mas não achava que seu hobby se tornaria profissão.

Starodubov nasceu em 1959 em Moscou, e seguir carreira militar já era um pressuposto desde a infância. Primeiro, graduou-se no Instituto de Aviação de Moscou (1977), e depois serviu como oficial no Exército soviético.

Apesar da carreira no Exército, o russo resolveu mudar abruptamente seu destino. Depois de se aposentar, em 1990, Starodubov voltou a pintar.

O gênero favorito do artista – a paisagem urbana da antiga Moscou – ganha, às vezes, elementos fantasiosos.

As obras de Starodubov compõem coleções particulares na Rússia e no exterior, e algumas delas foram adquiridas pelo Museu Bulgákov em Toronto, no Canadá.

Olhando para as pinturas da antiga Moscou, os espectadores têm que adivinhar quando e que lugar estão retratados ali. Embora objetos arquitetônicos, igrejas, casas e ruas pareçam familiares, nem sempre é possível reconhecer os locais.

As pinturas de Starodubov são muito populares entre os ricos na Rússia, que compram as obras por cerca de 3.500 dólares cada.

VEJA TAMBÉM: Como a paixão de um príncipe levou à fundação de Moscou 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies