Street art ajuda moradores da Sacalina a acharem ruas

Art Sakhalin
Há cerca de um ano, um grupo de entusiastas fez seus primeiros desenhos nos muros da cidade, e agora autoridades e moradores locais pedem cada vez mais imagens.

A “Art Sakhalin”, uma comunidade livre de artistas da Ilha Sacalina, no Extremo Oriente da Rússia, decidiu recentemente experimentar um novo tipo de arte de rua, que imediatamente se tornou parte fundamental do trabalho da comunidade, que recebeu uma resposta arrebatadora entre os habitantes locais. Atualmente, existem apenas cerca de 13 artistas de rua em Sacalina, e muitos dos projetos são esforços conjuntos.

"A arte de rua é uma novidade para a Sacalina, e é por isso que está gerando muito o que falar (positiva e negativamente, mas principalmente positivamente, é claro)", disse Aleksêi Drujinin, artista e diretor criativo do “Art Sakhalin”, ao Russia Beyond.

Não há nada de vulgar ou obscuro no grafite da “Art Sakhalin”- os artistas enfatizam a estética e a beleza da arte, mas o significado conceitual por trás de seus desenhos também é importante para eles.

"Nós só queremos tornar o mundo mais bonito. No nosso caso, o mundo é a Sacalina e as Ilhas Curilas", diz Aleksêi.

A “Art Sakhalin” cria projetos para blocos de apartamentos residenciais, aprovando os esboços com as autoridades locais e o público de antemão.

A maioria desses projetos não tem apenas função decorativa, mas também reflete os nomes das ruas e ajuda as pessoas a se direcionarem.

Por exemplo, no distrito suburbano Dalnee (literalmente, “mais distante”) de Iújno-Sakhalínsk existem muitos prédios e ruas idênticos, portanto, graças aos desenhos, podem-se identificar as ruas com mais facilidade.

O primeiro trabalho do “Art Sakhalin” foi criado sem aprovação oficial. Assim eles transformaram a frase da Bíblia "Ame o próximo"  em "Ame o distante" - uma referência ao nome do distrito.

A associação mais óbvia com a Rua Moskóvskaia (“de Moscou”) é o Kremlin.

A Crimeia e a Sacalina parecem não ter muito em comum além do mar. Então os artistas deram à rua Krímskaia (“da Crimeia”) um farol próprio e a marinheira Natuska.

O mural na travessa Alikh Roz (“Rosas Escarlates”) foi desenhado com um cosmonauta segurando uma rosa e perguntando se ainda está longe de “Dalnee”. O fio que divide por toda a fachada determinava o esquema de cores, dividindo a composição em duas partes.

Juntamente com o trabalho oficial, os artistas pintam “às escondidas”. Este é o resultado de tal “vandalismo” da arte: o retrato e os poemas do famoso poeta “camponês” da Rússia, Serguei Iessênin, que decoram a Rua Iessenina (“de Iessênin”).

 

Você já viu grafites em florestas? Então confira aqui!

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies