10 filmes baseados em livros russos que viraram clássicos de Hollywood

Sophie Marceau, Audrey Hepburn e Liv Tyler viveram famosas personagens russas.

1. Anna Karenina (1997)

“Todas as famílias felizes são iguais. As infelizes o são cada uma à sua maneira”. Essa é a primeira frase de uma das obras mais dramáticas de Lev Tolstói - e também o clássico russo mais filmado pelo cinema. “Karenina" parece ter sido criada para um roteiro típico de Hollywood: trata-se de uma bela mulher de 30 anos que quebra tabus sociais por amor e consegue o que quer, mas essa luta acaba lhe custando a própria vida. O romance foi filmado várias vezes, tanto por diretores russos como por estrangeiros. Estrelada por Sophie Marceau, essa versão de 1997 foi filmada em São Petersburgo e parcialmente produzida pela empresa de Mel Gibson. Algumas cenas também foram gravadas em localizações em Moscou. Entre elas, há uma feita no mosteiro Novodevichy, o espetacular conjunto arquitetônico medieval da capital russa.

2. Guerra e Paz (1956)

“Guerra e Paz" é um romance épico levado às telas do cinema várias vezes desde 1913. O livro segue as histórias interligadas de quatro famílias aristocráticas nos períodos antes, durante e após a invasão da Rússia por Napoleão.

Na versão de 1956, que entrou para uma lista de clássicos imperdíveis de Hollywood, Audrey Hepburn vive Natacha Rostova.

3. Paixão Proibida (1999)

Essa adaptação do clássico romance “Evguêni Onéguin”, escrito por Aleksandr Púchkin, foi filmada em São Petersburgo. Adaptado da história original, o filme dividiu opiniões. Mesmo assim, são inesquecíveis algumas cenas com Ralph Fiennes como Onéguin e Liv Tyler como Tatiana, especialmente a sequência dos dois patinando no gelo sobre o rio Neva.

4. Os Irmãos Karamazov (1958)

O filme é baseado no romance de Fiódor Dostoiévski sobre as tensões na família Karamazov no final do século 19. Quando Fiódor, chefe da família, tenta se decidir sobre sua herança, ele inicia um conflito entre seus filhos. Atos de violência se acumulam até conclusão da história, um tratado sobre a honra, a consciência, o perdão e a redenção.

5. Amantes (2008)

O comovente drama inspirado pelo conto “Noites Brancas", de Fiódor Dostoiévski, trata de um jovem que se apaixona pela vizinha. No entanto, seus pais querem que ele se case com outra mulher, deixando o rapaz dividido entre a lealdade à família e ao seu verdadeiro amor.

6. Doutor Jivago (1965)

O romance épico acontece enquanto se desenrola a Revolução Russa. Vencedora de cinco Oscars, a versão do diretor David Lean de "Doutor Jivago" (1965), com Omar Sharif e a icônica atriz britânica Julie Christie, é uma das maiores histórias de amor do cinema.

O estudante de medicina Iúri Jivago encontra a bela Lara, iniciando um fatídico romance que vira sua vida de cabeça para baixo. “Doutor Jivago" retrata uma relação intensa e apaixonada, desafiada pela política da tradição e da guerra.

7. Lolita (1962)

O filme em preto e branco dirigido pelo lendário Stanley Kubrick é baseado no romance de Vladímir Nabôkov - que, por sinal, foi também roteirista da obra. A história é sobre a relação entre um professor de meia idade e uma menina pré-adolescente. O diretor suavizou os aspectos mais provocantes do livro - no filme, por exemplo, a idade da personagem principal passou de 12 para 15 anos. Além disso, Kubrick alterou a ordem de alguns eventos. 

8. O Inspetor Geral (1949)

A comédia musical dirigida por Henry Koster é baseada na peça de Nikolái Gógol. Nela, um jovem cigano chega a uma cidade dominada pela corrupção. Como o prefeito e os mandantes locais acreditam que ele é o Inspetor Geral, o jovem recebe várias propostas de suborno. Tudo é esclarecido no final.

9. A Gaivota (1968)

O filme é considerado a melhor adaptação estrangeira da peça de Antôn Tchékhov. A história é complicada: Medvedenko ama Masha, que gosta de Treplev, que ama Nina, que ama Trigorin, que não ama ninguém. É uma trama de amor, indiferença e desintegração da alma humana mundialmente famosa.

10. Tempo de Paixão (2001)

O drama romântico com Kirsten Dunst é baseado na obra "Primeiro Amor", de Ivan Turguêniev, e em “Esposa”, de Antôn Tchékhov. Um jovem se apaixona pela vizinha, mas ela ama o pai do pretendente. O filme foi o último do diretor de fotografia David Watkin.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies