Casinhas de madeira promovem viagem ao passado russo; veja fotos

Ilha de Kiji, no lago Onega, na República da Carélia

Ilha de Kiji, no lago Onega, na República da Carélia

Legion Media
Por séculos, as chamadas izbas foram o principal tipo de moradia dos russos. Embora o número de pessoas que vivem em apartamentos só cresça, ainda é possível encontrar essas construções simples por todo o país, e algumas são obras-primas.
Vassíli Polenov. “Vilarejo russo”, 1889

As izbas, tradicionais casas de troncos de árvore, eram o tipo mais comum de moradia dos em solo russo desde a época dos antigos eslavos até o início do século 20.

Vassíli Maksimov. “O marido doente”, 1881

A izba tradicional tem telhado triangular de feno e janelas na frente. Não tinha uma base estruturada – o chão era diretamente revestido de madeira. Uma típica izba tinha apenas um quarto grande, onde os camponeses cozinhavam, comiam e dormiam.

Nikolai Anokhin. “Na antiga casa dos Rakitins”, 1998

O destaque na izba era o grande forno de tijolos ou argila. A própria palavra izba derivou da antiga palavra russa “istopit” (para acender um forno). Ele, porém, tinha que ser construído sobre uma base para evitar que a casa pendesse para um lado. Dentro da base do fogão, eram armazenados louça e utensílios domésticos.

Casa de madeira em Ochenev

Esta izba foi construída na última metade do século 19 na Carélia por um camponês que havia enriquecido chamado Ochenev. A casa de dois andares foi construída pensando nas condições climáticas do norte da Rússia; por isso, os quartos e a despensa estão sob um enorme telhado. Hoje, a casa faz parte do famoso Kiji Pogost, um local histórico famoso por obras de arte arquitetônicas de madeira.

Izba do ferreiro Kirillov

O ferreiro Serguêi Kirillov passou 13 anos, em meados do século 20, para construir sua izba na aldeia de Kunara, na região de Sverdlovsk. O resultado se parece com uma casa tirada do conto de “João e Maria”, mas os pioneiros (analógo dos escoteiros na URSS) no telhado são uma lembrança de sua origem soviética.

Mansão de Sukhatchev

Esta mansão urbana do patrono das artes siberiano Vladímir Sukhatchev foi construída em Irkutsk em 1882. Com a proximidade entre Sibéria e China no século 19, a arte oriental havia se tornado muito popular nessa região russa. Elementos chineses podem ser encontrados no interior desta propriedade, que continua cheia de vida: até hoje recebe concertos e exposições, entre outras atividades.

Izba de Pogodin

Resta pouco da arquitetura de madeira em Moscou, mas, felizmente, há exceções. Esta izba no bairro de Khamovniki foi construída em 1856 e pertencia ao famoso historiador russo Mikhail Pogodin. A casa de troncos, que também parece ter saído de um conto de fadas, se destaca entre os arranha-céus ao redor.

Casa Europeia (dos Schastin), em Irkutsk

Todo turista que visita Irkutsk deve ver a chamada “Casa Europeia”, que foi construída como propriedade residencial para a família mercante Schastin no século 19. Nos primeiros anos do século 20, a casa de troncos foi ricamente decorada, e agora é atração imperdível dessa cidade siberiana.

Teremok

Teremok (“Pequeno palácio”, em russo) é uma verdadeira obra-prima da arquitetura de madeira russa. Localizada na região de Smolensk, Teremok impressiona pela beleza de sua decoração. Os turistas podem desfrutar, por horas, de imagens coloridas de criaturas esplêndidas de contos populares e mitos russos.

Escritório de projeto e construção “Russkie Khoromy”

Hoje, a izba não é mais o principal tipo de moradia russa – mas tem boa chance de voltar à moda. Algumas empresas russas estão investindo na construção de izbas que combinam antigas tradições com um nível moderno de conforto.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.