Assim era o ZIS-110, o carro preferido da elite do Partido Comunista

Empresa de Mineração e Metalurgia dos Urais
Em 1945 foi fabricado pela primeira vez um modelo do ZIS-110, muito semelhante ao norte-americano Packard-120 de 1941, embora um pouco maior.

Embora muitos engenheiros automotivos soviéticos tivessem receio de se afastar das preferências de Stálin, o principal designer de automóveis, Andrei Ostrovtsov, incorporou elementos de outros modelos norte-americanos para criar o ZIS-110.

Odessa, 1965. Coronel General Amazasp Khatchaturovitch Babadjanian, comandante do Distrito Militar de Odessa e Herói da União Soviética, durante um desfile

Ele considerava o Packard um modelo antiquado e se inspirou no Buick e no Cadillac. O modelo se tornou o carro favorito da elite do Partido Comunista.

Contava com um motor de 6 litros e 8 cilindros, que produzia 140 cv (104 kW) e atingia mais de 140 km/h. Foi produzido em versão sedã e conversível.

Motor do Zis-110

Esses veículos não eram usados ​​apenas para as necessidades oficiais do governo, mas também serviam como ambulância e eram utilizados ​​como táxis compartilhados no trajeto Moscou-Simferopol.

ZIS-110 como ambulância aparece como destaque no filme Caso Rumiantsev, de 1955

Esses carros eram frequentemente dados como presentes a líderes comunistas estrangeiros, como o chinês Mao Tsé-Tung e o primeiro-ministro norte-coreano Kim Il-sung.

Carreata de Kim Il-sung em frente à Porta de Tiananmen

Depois de Stálin, o cabriolet ZIS-110 foi usado como carro de desfile para Nikita Khruschov e este modelo também foi dado de presente a Enver Hoxha, o 1º Secretário-geral do Partido do Trabalho da Albânia. Ho Chi Minh, o primeiro presidente do Vietnã do Norte, também recebeu um, que pode ser visto em exibição em sua antiga residência na capital vietnamita de Hanói.

Zil 110 de Ho Chi Minh

A produção deste carro foi encerrada em 1958, com um total de 2.089 modelos fabricados no total. Alguns deles seguem preservados em boas condições ou foram restaurados.

LEIA TAMBÉM: ‘Porsche para pobre’ e outros carros soviéticos baseados em modelos ocidentais

Caros leitores e leitoras,

Nosso site e nossas contas nas redes sociais estão sob ameaça de restrição ou banimento, devido às atuais circunstâncias. Portanto, para acompanhar o nosso conteúdo mais recente, basta fazer o seguinte:
Inscreva-se em nosso canal no Telegram t.me/russiabeyond_br

Assine a nossa newsletter semanal

Ative as notificações push, quando solicitado(a), em nosso site

Instale um provedor de VPN em seu computador e/ou smartphone para ter acesso ao nosso site, caso esteja bloqueado em seu país.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies