Tudo sobre o novo míssil antitanque russo para helicópteros e drones de combate

Pilotos da aviação do exército do Distrito Militar do Sul lançam míssil antitanque guiado Vikhr-1 durante treinamento em helicóptero Ka-52.

Pilotos da aviação do exército do Distrito Militar do Sul lançam míssil antitanque guiado Vikhr-1 durante treinamento em helicóptero Ka-52.

Vitáli Timkiv/Sputnik
Armamento pode perfurar blindagem de tanques mais avançados e será um dos mais precisos do exército russo.

No final de agosto, durante a exposição militar "Army-2021", o consórcio Kalashnikov, que produz os famosos fuzil de assalto AK, apresentou um novo míssil antitanque: o "Vihr-1", projetado para perfurar todos os tipos de blindagem de tanques e outros veículos blindados mais modernos.

O míssil "Vihr-1" é uma versão modernizada do míssil antitanque "Ataka", que também foi desenvolvido por uma subsidiária da Kalashnikov. O novo míssil tem um alcance de 10 quilômetros, quase o dobro do "Ataka", e pode enganar a armadura ativa de tanques Abrams, dos Estados Unidos.

“Isso se tornou possível graças às duas ogivas instaladas no míssil. O projétil explode duas vezes: a primeira ogiva destrói as camadas superiores ativas da blindagem, enquanto a outra explode um milissegundo após a primeira e queima o metal dentro do veículo”, explica Aleksêi Ramm, analista militar do jornal Izvéstia.

Segundo os engenheiros, a arma pode queimar 150 mm de blindagem de um tanque.

Os mísseis "Vihr-1" foram criados principalmente para helicópteros de combate e veículos aéreos não tripulados mais modernos. Os militares russos já testaram os novos mísseis em helicópteros de batalha Ka-52. A Kalashnikov também promete desenvolver modificações especiais dos mísseis Vihr-1 para os helicópteros Mi-28.

“Este míssil melhorará drasticamente as características dos helicópteros de combate russos. Os mísseis antitanque russos anteriores não eram guiados e podiam perder alvos. Com a adoção do 'Vihr-1', a cavalaria voadora russa terá meios precisos e baratos de eliminar tanques", diz Ramm.

Segundo ele, com os novos mísseis, os helicópteros de combate russos poderão pairar no ar atrás de árvores ou montanhas, esperar por unidades inimigas, subir aos céus, lançar os mísseis e voltar à base.

LEIA TAMBÉM: Rússia conclui primeiro fuzil de precisão do mundo com alcance de 7 quilômetros

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies