Impressora 3D gigantesca “construirá” um vilarejo inteiro na Rússia

Este será o primeiro e único assentamento do tipo no país. Alguns dos edifícios poderão ficar prontos em apenas 30 horas.

A empresa AMT, com o apoio do Fundo Skôlkovo, iniciou a realização de um projeto para a construção de um vilarejo teste de 1,5 hectares na região de Iaroslavl. A novidade, porém, é que os 12 edifícios do novo assentamento serão feitos com a ajuda de uma impressora 3D. 

Para construir os prédios em diferentes estilos arquitetônicos está sendo usada a impressora de construção S-300. Segundo o CEO da AMT, Aleksandr Maslov, o equipamento é quase indistinguível dos dispositivos comuns que imprimem objetos com plástico fundido. Mas, graças a suas dimensões, permite imprimir objetos arquitetônicos de qualquer complexidade.

A empresa está prestes a concluir a construção da primeira unidade, cujo metro quadrado custa cerca de 20 mil rublos (em torno de 1.425 reais). A expectativa é que a segunda (um sítio de 100 metros quadrados) seja construída em 30 apenas horas. Na terceira, os construtores planejam demonstrar “as capacidades de uma impressora 3D para construção em termos da complexidade do projeto”. 

Em todos os lotes já foram instalados sistemas de água, luz e esgoto.

De acordo com a construtora, todos os edifícios “impressos” serão utilizados como hotéis no centro de treinamento da AMT, onde serão ministrados cursos para construção em impressoras 3D. Esta não é a primeira experiência da AMT com uma impressora. Em 2017, a empresa imprimiu a primeira casa utilizando a técnica também na região de Iaroslavl.

LEIA TAMBÉM: Novo implante cerebral russo promete devolver visão aos cegos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies