Rússia realiza maior exercício militar no Pacífico desde a Guerra Fria; veja vídeo

Ministério da Defesa da Rússia/Global Look Press
Manobras seguem o plano de treinamento dos órgãos de comando e controle militar das tropas para 2021. Dias antes, EUA também iniciou exercícios na região do Pacífico.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou na quinta-feira (10) o início de um exercício operacional na parte central do Oceano Pacífico, com o envolvimento de até 20 navios de guerra de superfície e submarinos; este é o maior exercício no Pacífico desde a URSS.

"De acordo com o plano de treinamento dos centros de comando militar das forças (tropas) da Frota do Pacífico em 2021, um exercício operacional das forças armadas combinadas da Frota está sendo executado em zona marítima distante", lê-se em nota do ministério.

Os grupos navais táticos da Frota do Pacífico fizeram um deslocamento de cerca de 4.000 km da base naval em Vladivostok, envolvendo até 20 navios de guerra de superfície, submarinos e embarcações de apoio.

Entre os navios que participam das manobras navais em larga escala no Pacífico estão o antissubmarino Almirante Panteleiev, equipado com armas de mísseis guiados, a fragata Marechal Chapochnikov, e as corvetas Gromki, Soverchenni, entre outros equipamentos.

O exercício também envolve cerca de 20 aeronaves, incluindo aviões de guerra antissubmarinos de longo alcance Tu-142M3, caças interceptores de alta altitude MiG-31BM e outras aeronaves da Força Aeroespacial da Rússia, segundo o ministério.

Ainda no comunicado, a pasta esclarecer que as forças engajadas nas manobras navais "estão praticando as tarefas de exercer o comando e controle de um grupo de armas combinadas a uma distância considerável das bases navais na proteção e defesa de rotas marítimas (oceânicas) e interoperabilidade da força-tarefa operacional de navios de guerra e aeronaves para buscar e rastrear submarinos e grupos navais de um suposto inimigo".

O exercício está sendo executado sob supervisão do Comandante da Frota do Pacífico, almirante Serguêi Avakiants.

EUA também no Pacífico

Em 4 junho, o comando das forças submarinas da Frota do Pacífico dos EUA havia anunciado a realização do exercício Agile Dagger 2021 para avaliar a prontidão de combate e desenvolver o potencial das forças combinadas.

"Como parte do exercício, submarinos de Pearl Harbor (Havaí), Bremerton (Washington) e San Diego (Califórnia) foram lançados ao mar com urgência para demonstrar sua prontidão de combate, agilidade e letalidade", disseram os militares dos EUA, citados pela agência Interfax.

"A força de submarinos do Pacífico está sempre pronta", afirmou o contra-almirante da Frota do Pacífico dos EUA, Jeff Jablon. "Os exercícios nos permitem (...) demonstrar nossas capacidades de combate para empregar rapidamente submarinos armados no Pacífico.

LEIA TAMBÉM: Rússia cria primeiro navio de patrulha submarina para exportação

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies