Russian Helicopters fará manutenção de aeronaves da Força Aérea Brasileira

Helicópteros AH-2 Sabre (Mi-35M) da Força Aérea Brasileira.

Helicópteros AH-2 Sabre (Mi-35M) da Força Aérea Brasileira.

Força Aérea Brasileira/Brazilian Air Force (CC BY-SA 4.0)
Reparos de helicópteros Mi-35M ocorrerão no centro de manutenção da Indústria de Aviação e Serviços.

A holding russa de construção de veículos aéreos Russian Helicopters, parte da estatal Rostec, fará a manutenção dos helicópteros de combate Mi-35M da Força Aérea Brasileira, rebatizados de AH-2 Sabre no país.

“Os contratos entre a Russian Helicopters e a brasileira Industria de Aviação e Serviços (IAS), empresa autorizada da Força Aérea Brasileira, foram assinados em dezembro de 2020. De acordo com os documentos, a holding russa garantirá o fornecimento de kits de reparo e componentes novos para as aeronaves que serão consertadas no Brasil, além de consertar outras que serão enviadas à Rússia", disse o porta-voz da Russian Helicopters. Osespecialistas da fábrica "Mil e Kamov" realizarão trabalhos de extensão da vida útil dos helicópteros Mi-35M, segundo o porta-voz.

No Brasil, os reparos realizados no centro de manutenção do IAS, criado seguindo o contrato de fornecimento dos 12 helicópteros Mi-35M ao Brasil.

“Damos atenção especial a este projeto e estamos totalmente preparados para sua implementação. Tenho certeza de que nossos parceiros brasileiros resolverão rapidamente as questões técnicas para iniciar o trabalho. Esperamos especialmente que o IAS assine cinco acordos adicionais e envie-nos as listas de peças para substituição ou reparo na Rússia acordadas com a Força Aérea Brasileira", declarou o diretor da Russian Helicopters, Andrêi Boguínski, à agência Tass.

A Força Aérea Brasileira usa intensivamente os helicópteros Mi-35M (AH-2 Sabre). As aeronaves foram empregadas durante a conferência Rio +20, em 2012, a Copa das Confederações de 2013, a Copa do Mundo FIFA de 2014, os Jogos Olímpicos de 2016 e a Operação Ostium, em 2017.

O Mi-35M é um helicóptero de combate equipado com armamentos de precisão e pode realizar operações noturnas, destruir veículos blindados e fornecer suporte às forças terrestres. O modelo é utilizado pela Força Aérea da Rússia, dos países da CEI (Comunidade dos Estados Independentes) e também de vários países europeus, asiáticos, africanos e latino-americanos.

LEIA TAMBÉM: 6 curiosidades sobre os helicópteros Mi-24 na América Latina

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies