Tanques T-55 e mísseis Kornet protagonizam exercícios militares no Peru; veja vídeos

Yegor Yeriomov/Sputnik
Tecnologia militar soviética e russa teve destaque em manobras no país andino.

Embora o exercício militar Escudo 2018, realizado no final de 2018, tenha contato com blindados italianos e veículos militares norte-americanos, a maior parte da técnica militar foi formada por tecnologia russas, segundo a “Rossiyskaya Gazeta”.

Os helicópteros Mi-171 e Mi-35 voaram pelo céu peruano, e os tanques T-55 fizeram um ataque bem-sucedido contra o suposto “inimigo”. Os veículos blindados chegaram ao Peru nos anos 1970 e, das 300 máquinas recebidas, cerca de 100 ainda são usadas. 

Além disso, a defesa antitanque durante os exercícios teve como protagonistas os sistemas israelenses Spike e os mísseis russos Kornet.

“Nossos mísseis são tão populares que eles começaram a instalá-los até mesmo nos veículos de batalha franceses AMX-13”, lê-se em reportagem do jornal russo.

LEIA TAMBÉM: Como a Rússia se tornou um dos maiores exportadores de armamentos do mundo 

Os sistemas antiaéreos da fabricação soviética Chilka e os canhões antiaéreos automáticos ZSU-23-2 também participaram das recentes manobras.

Os canhões rebocados M1954 de calibre 130 mm, também conhecidos como M-46, obuses D-30 de 122 mm, e o sistema múltiplo de lançamento de foguetes soviético BM-21 Grad desenvolveram a preparação da artilharia antes do ataque.

Ainda segundo a “Rossiyskaya Gazeta”, as forças militares do país andino possuem também aeronaves russas MiG-29 e Su-25 que não participaram desses exercícios.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies