Rússia lançará em órbita dois satélites de vidro e altíssima precisão

Getty Images
Além de ajudar na prevenção de desastres naturais na Terra, objetivo é controlar campo gravitacional e supervisionar arsenal tecnológico russo em órbita.

O lançamento de dois satélites de alta precisão de vidro em órbita terrestre será realizado por uma subsidiária da agência especial russa Roscosmos, Sistemy Preciznogo Priborostroeniya (SPP), e já está programado para outubro de 2018.

A empresa responsável pelo lançamento é especializada em lentes de altíssima precisão – tecnologia utilizada para a criação das duas esferas de vidro e que, além da Rússia, apenas Estados Unidos e França são hoje capazes de produzir.

Foram fabricados três satélites esféricos; dois estão previstos para o lançamento orbital, e o terceiro será montado em solo como retransmissor.

Em órbita, os satélites de vidro serão usados para medir distâncias por meio de lasers baseados na Terra – em torno de 40 até agora por todo o planeta. “Ao contrário de sistemas mais antigos, como o americano LAGEOS, as esferas russas terão precisão de décimo de milímetro – um recorde, considerando que outros sistemas têm uma margem de erro mil vezes maior”, disse ao “Izvêstia” o diretor da SPP, Iúri Roi.

Segundo os desenvolvedores, os instrumentos serão aplicado não só na medição do campo gravitacional da Terra, mas contribuirá para aumentar a precisão do sistema de navegação por satélite russo Glonass e medirá os movimentos de placas tectônicas.

Satélite BLITS

O primeiro satélite totalmente de vidro foi lançado em 2009 e apelidado de BLITS, ou Ball of the Lens In The Space. O objeto pairava cerca de 800 km acima da Terra antes de colidir contra os restos espaciais de outro satélite em 2013.

As novas esferas de vidro serão posicionadas no dobro dessa distância. A cerca de 1.500 km, a atração gravitacional da Terra deixa de ter efeito, e os cientistas planejam usar esse aspecto para obter medicações geofísicas e geodésicas mais precisas.

Recentemente, um grupo de cientistas internacionais desvendou o comportamento imprevisível dos anéis de Saturno. Leia mais aqui.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais