Yandex lança novo algoritmo de busca (e nós testamos!)

Sede do Yandex em Moscou

Sede do Yandex em Moscou

Maksim Zmeiev/Reuters
O Yandex, uma das maiores empresas de internet da Rússia e o principal motor de busca do país, apresentou na semana passada um novo algoritmo de redes neurais chamado ‘Korolev’. A Gazeta Russa resolveu compará-lo com o Google para descobrir qual buscador é capaz de entender melhor as pesquisas dos internautas.

De acordo com o Yandex, o novo algoritmo por redes neurais “Korolev” é capaz de compreender com mais precisão a busca do usuário porque examina a totalidade das páginas da web.

Nomeado em referência ao engenheiro de foguetes soviético Serguêi Korolev, esse não é o primeiro algoritmo de busca por redes neurais desenvolvido pelo grupo de internet russo. Em 2016, o Yandex apresentou o “Palekh”, que, no entanto, podia apenas analisar as manchetes.

Diante da nova promessa, decidimos comparar os resultados obtidos com o novo algoritmo russo e com o gigante Google.

“Nazismo e supremacia branca”

(Foto: Steve Helber/AP)(Foto: Steve Helber/AP)

Os principais resultados dessa busca, tanto no Yandex como no Google, são artigos sobre Donald Trump e a recente onda de violência iniciada por grupos suprematistas brancos em Charlottesville, nos Estados Unidos. O Google, no entanto, foi mais profundo, oferecendo recursos analíticos sobre o movimento no território americano.

“O cara que fez o iPhone”

(Foto: Robert Galbraith/Reuters)(Foto: Robert Galbraith/Reuters)

A busca falhou em ambos os motores de busca. Yandex e Google sugeriram vídeos sobre como fazer seu próprio iPhone e reportagens sobre como alguém montou o seu próprio com peças compradas na China. Embora ambos os recursos até mencionem Steve Jobs, esses resultados não foram visualizados em primeiro lugar na página.

“Sem visto para russos”

(Foto: Aleksandr Scherbak/TASS)(Foto: Aleksandr Scherbak/TASS)

Tanto o Yandex como o Google informaram links sobre os requisitos de visto para cidadãos russos que estejam planejando viajar para os Estados Unidos. O Google, entretanto, apresentou também notícias recentes sobre os planos da embaixada norte-americana em Moscou de cessar temporariamente a emissão de vistos na categoria de não imigrante como parte da última rixa diplomática entre os dois países.

“Presidente forte e machão”

(Foto: Kevin Lamarque/Reuters)(Foto: Kevin Lamarque/Reuters)

Nesta busca, os motores apresentaram resultados bem diferentes. No caso do Google, grande parte dos links se referem a Donald Trump; já o Yandex, listou os líderes da Turquia (Erdogan), da Rússia (Pútin) e o ex-presidente dos EUA, Barack Obama.

“Pasta de amendoim assado”

(Foto: Legion Media)(Foto: Legion Media)

O Google apresentou melhor resultado nesta busca, reconhecendo de imediato que se tratava de manteiga de amendoim; enquanto isso, o Yandex ofereceu dicas sobre como assar amendoim e obter mais calorias da oleaginosa assada.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.