Sextech, os apps russos que apostam no fetiche

Desenvolvedores querem ampliar alcance de apps em grandes centros urbanos

Desenvolvedores querem ampliar alcance de apps em grandes centros urbanos

Andrêi Arkucha/Global Look Press
Encontros na surdina, contatos entre fetichistas e até toque à distância – startups de tecnologias russas investem em desejos sexuais para conquistar novos mercados.

Entre os diversos aplicativos com lançamento mundial para este ano, um dos mais ousados é o NEWPL (pessoas novas, em tradução livre). O novo serviço é destinado a fetichistas, casais a procura de outros parceiros, fãs de RPG e sadomasoquistas dispostos a declarar abertamente suas fantasias sexuais.

O app, cuja versão teste foi lançada em Moscou no final de dezembro de 2016, planeja iniciar sua expansão global em Nova York e outros centros urbanos ainda este ano, segundo informou à Gazeta Russa o fundador do serviço, Andrêi Iarochenko.

Fetiche sem limite

No NEWPL, os usuários podem procurar por perfis afins conforme suas fantasias e fetiches – e, em vez de fotos, são os desejos mais íntimos que têm prioridade.

“Mais de 100 milhões de pessoas no mundo prática têm relações alternativas”, diz Iarochenko. “Esses projetos brotam por toda parte.”

Fetiches e relatos sexuais são compartilhados em novo app Foto: Divulgação NewplFetiches e relatos sexuais são compartilhados em novo app Foto: Divulgação Newpl

O NEWPL apresenta categorias variadas. Entre elas, o fetichismo (incluindo roupas de couro, meias, saltos, brinquedos sexuais e etc), sexo grupal, role play, fantasias ou “sedução prolongada”.

No aplicativo são compartilhadas de fantasias sexuais próprias ou escritas por terceiros. “Eu gosto de sexo com meninas inteligentes. Para mim, uma garota inteligente sempre usa óculos. Então, sempre escolho um perfil em que a garota esteja de óculos”, escreve um dos usuários do serviço.

Toque quase real

A startup ToTouchMe desenvolveu uma tecnologia para detectar toque on-line. Trata-se de uma tecnologia relativamente simples: requer apenas uma tela sensível a toque e um motor de vibração.

No final de janeiro, o aplicativo será lançado simultaneamente em toda a Rússia, nos EUA e na Europa, segundo seu criador, Dmítri Kovtun. “Esta é a quarta versão do app ToTouchMe. No momento tem cerca de 5.000 downloads”, diz.

Fonte: YouTube/ToTouchMe LLC

A ideia do aplicativo surgiu há quatro anos, quando a Apple e a Samsung começaram a desenvolver novas tecnologias táteis. “Hoje já existem o Touch, o Force Touch e o Taptic Engine, entre outros sensíveis a toque”, continua Kovtun.

A principal dificuldade, segundo o criador da tecnologia, é recriar a experiência para que o usuário se sinta como se estivesse no mesmo lugar que outras pessoas.

Nada além de sexo

O app Pure, serviço pago para contatos espontâneos, foi lançado por desenvolvedores russos em 2013, mas tem sede em Portugal.

O serviço não requer número de telefone, e-mail ou login no Facebook. Para criar um perfil é preciso apenas tirar uma selfie.

App oferece descrição e exige agilidade para encontros Foto: Divulgação PureApp oferece descrição e exige agilidade para encontros Foto: Divulgação Pure

O Pure é destinado para quem prefere ir direto ao ponto, segundo os criadores. Os usuários têm uma hora para chegar a acordo sobre a hora e o local do encontro. Depois, todos os dados, fotografias e bate-papo são automaticamente excluídos.

O aplicativo tem mostrado bons resultados nos mercados de Moscou, Nova York, Londres, Los Angeles e México.

“Em termos financeiros, os benefícios são grandes. Pure, ToTouchMe e NEWPL funcionam por assinatura. O ToTouchMe, por exemplo, custará inicialmente entre 0,99 e 2,99 dólares por mês; o Pure sai por US$ 29,99”, comenta Iarochenko, sem revelar o futuro valor do NEWPL.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.