Moscou e Teerã se aproximam de acordo de água pesada

Aplicação em pesquisa médica aumenta interesse por substância

Aplicação em pesquisa médica aumenta interesse por substância

Uliana Soloviova/RIA Nôvosti
Negociação prevê compra de 40 toneladas de substância não radioativa pela Rússia. Estados Unidos, entre outro países, também mantém conversações com o Irã.

O Irã está mantendo negociações com a Rússia para a venda ao país de cerca de 40 toneladas de água pesada, usada para refrigeração de reatores no processo de fissão do urânio, divulgou o “Kommersant” citando o vice-chanceler iraniano, Abbas Araghchi.

“Eu não sei quando um acordo será alcançado –  são negociações comerciais, e elas ainda estão em andamento”, disse Araghchi, em coletiva de imprensa no último dia 16, em Teerã. Também disse haver outros potenciais compradores para o produto.

O Irã selou recentemente um acordo para vender 32 toneladas de água pesada aos Estados Unidos. “A transação foi concluída,  o dinheiro, transferido para a conta da Organização de Energia Atômica do Irã”, disse o ministro, segundo o “Kommersant”.

A declaração, porém, veio poucos dias após a Câmara dos Representantes dos EUA votarem pela continuidade do processo de compra. A votação aconteceu apesar da ameaça do presidente norte-americano Barack Obama de vetar o projeto de lei, com o objetivo de garantir o sucesso do negócio com o Irã, descreveu a agência Reuters.

A Rússia também está preparada para discutir uma série de outras questões com o Irã, informou Aleksêi Karpov, o vice-representante permanente da Rússia para as organizações internacionais em Viena. “Estamos dispostos a considerar a possibilidade de continuar o trabalho semelhante referente a urânio enriquecido no futuro, se o Irã demonstra interesse”, disse Karpov, citado pela agência TASS.

“Com relação a água pesada, estamos dispostos a cooperar com o Irã acerca desta questão por meio da compra da quantidade necessária da substância.”

As negociações sobre a possível venda de água pesada à Rússia foram sugeridas por Hossein Jaber Ansari, representante da pasta das Relações Exteriores do Irã, em abril.

A venda de água pesada é uma das etapas necessárias para o cumprimento do acordo assinado entre o Irã e os Estados-membros do grupo P5 + 1 (Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, China, França e Alemanha) em julho de 2015, em Viena.

Teerã é responsável pelo descarte de seu próprio excesso de água pesada, com a possibilidade de vendê-lo sob certas condições. A água pesada também tem aplicações na pesquisa médica, o que a torna um produto desejável para importação.

Sem fins militares

A água pesada é uma substância utilizada como moderador e refrigerador na produção de energia nuclear. Permite que um reator nuclear para use urânio normal, em vez de enriquecido, de modo que mais energia é produzida por unidade de urânio.

Os reatores de água pesados são também capazes de produzir plutônio, que, no entanto, pode vir a ser utilizada em armas nucleares.

De acordo com os termos do acordo de 2015, , o Irã está atualmente autorizado a manter até 130 toneladas de água pesada. O país será obrigado a reduzir a quantidade para 90 toneladas quando seu reator de água pesada em Arak estiver em pleno funcionamento, informou a agência Reuters. Um dos artigos mais importantes do acordo definia que o reator de Arak fosse reconfigurado para não mais ser capaz de produzir plutônio em quantidades úteis para fins militares.

 

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?      
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.