Anel ‘inteligente’ envia alerta em casos de emergência e assédio sexual

Iniciativa arrecadou mais de USS 150 mil em apenas três dias de vaquinha on-line

Iniciativa arrecadou mais de USS 150 mil em apenas três dias de vaquinha on-line

Press photo
Com botão escondido e conectado a aplicativo, Nimb tenta prevenir casos de violência e assédio sexual, além de auxiliar em emergências. Empresa iniciará vendas nos EUA em 2017, antes de entrar nos mercados europeu e asiático.

“Dezesseis anos atrás, em plena luz do dia e em uma rua movimentada, um jovem discreto tentou iniciar uma conversa comigo, mas eu era orgulhosa e estava com pressa, então, a conversa não funcionou tão bem para ele”, escreveu em sua página no Facebook Ekaterina Romanovskayia (ou Kathy Roma), 41, ao lançar uma campanha de crowdfunding (vaquinha on-line) no Kickstarter. “Por ser bastante engenhoso, na segunda vez, ele não perdeu tempo com perguntas e logo puxou uma faca.”

Roma é uma das fundadoras de uma nova startup, chamada Nimb, que está entrando no mercado norte-americano. O objetivo da empresa é produzir um anel inteligente que, por meio de um botão escondido, envia um alerta para amigos e familiares quando se está em perigo.

O produto, segundo os desenvolvedores, pode ser usado em qualquer situação, desde roubo e assédio sexual a problemas de saúde e incêndios.  Além de Roma, os outros fundadores também têm razões pessoais para se juntar ao projeto.

“As coisas começaram no final de 2014, quando uma amiga minha foi atacada na rua”, diz Leo Bereschánski, diretor-executivo e cofundador da Nimb. “Ela tinha uma lata de spray de pimenta em sua bolsa, mas não teve a chance de usá-la.” '

O incidente chocou Bereschánski, que também lançou um projeto educacional on-line de sucesso apoiado pelo Google. “Eu decidi que esta experiência terrível deve se tornar mais do que uma estatística impressionante”, completa.

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
 Equipe de desenvolvedores da Nimb
 
1/4
 

Comunidade para resgate

Há muitos dispositivos de alerta vestíveis no mercado, mas a originalidade do Nimb está no fato de não necessitar o uso das duas mãos: basta pressionar um polegar para pedir ajuda, evitando com que o agressor perceba o movimento. O anel também pode ser bastante útil para pessoas com limitações físicas e pessoas idosas.

O sistema do Nimb consiste em duas partes – um anel com um botão escondido, e um aplicativo. Assim que o botão é pressionado, a chamada “equipe de resgate” é notificada com as coordenadas exatas do usuário no mapa.

Por enquanto, essa equipe é composta por familiares, amigos e pela própria comunidade da Nimb. Além disso, voluntários que queiram ajudar também podem obter um alerta; para isso, também é preciso baixar o aplicativo. No futuro, porém, planeja-se integrar o serviço a departamentos policiais e de emergência.

“Estamos contentes de ter chegado à nossa meta crowdfunding de US$ 50.000 em menos de um dia”, disse Kathy Roma à Gazeta Russa. “Isso indica que conseguimos explicar claramente a nossa ideia e as vantagens do produto.”

Lançamento em 2017

O preço do Nimb no mercado norte-americano será de US$ 149. A empresa pretende começar a entregar o produto para os apoiadores do Kickstarter já no início de 2017.

“Vamos introduzir uma opção de pré-venda até agosto de 2016, e as vendas começarão já no início de 2017”, diz Bereschánski.

Na página da Nimb no Kickstarter, alguns adeptos demonstraram em interesse por obter dois anéis, com o intuito de “não perder um alerta”. “Se o seu parceiro ou um amigo pressiona um botão, seu anel vai vibrar, o que é algo que você não pode perder, mesmo se tiver deficiência auditiva”, explica uma interessada.

Outra vantagem do equipamento é fato de que, ao apertar o botão, pode-se gravar a situação em um smartphone conectado, e os dados recolhidos podem servir de prova no caso de um processo posterior.

“Fizemos centenas de testes diferentes para garantir que o dispositivo funcione bem em todas as fases. O aplicativo é perfeito, o botão está bem colocado, e um toque acidental é quase impossível. Mas, no caso de isso acontecer, é possível cancelar um alerta, digitando uma senha”, explicou Roma. “Eu uso o meu quase todos os dias e nunca tive de enviar um alerta de verdade. Felizmente, espero nunca precisar.”

A ideia, segundo Bereschánski, é que futuramente o Nimb se torne futuramente um sistema de segurança complexo, oferecendo novas soluções de segurança para casa, escritórios e casas. “A forte integração com as instituições existentes – polícia, hospitais e outras organizações de emergência – é o que consideramos ser uma necessidade absoluta para criarmos um sistema eficiente”, arremata.

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?   
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.