Cientistas siberianos criam Zika 3D

Mutação de cápsula proteica poderia gerar vacina eficaz para o vírus,

Mutação de cápsula proteica poderia gerar vacina eficaz para o vírus,

PhotoXPress
Modelo ajudará no diagnóstico do vírus, que é muito parecido com o da dengue, segundo pesquisadores.

Cientistas da Universidade Estatal de Novossibirsk participaram da construção do primeiro modelo 3D de vírus da Zika, de acordo com a assessoria de imprensa da instituição. O desenvolvimento é parte do projeto "Zooparl dos vírus".

"O protótipo foi criado com base em dados científicos por métodos de bioinformática estrutural e possui detalhamento atômico. O modelo de construção do vírus pode ajudar os cientistas no desenvolvimento de diagnósticos e vacinas contra a febre despertada pelo vírus tropical", lê-se em documento divulgado pela universidade.

Os pesquisadores da Universidade Estatal de Novossibirsk construíram modelos de proteínas individuais - a cápsula de um vírus é, geralmente, dormada por uma membrana glicoproteica -, além de analisar os dados científicos sobre a raiz dos vírus para compreender como os diferentes componentes do vírus Zika se dispõem no virião (a partícula viral infecciosa).

A análise da cápsula de proteína E do vírus Zika (que, no modelo foi marcada com diferentes tons de azul) mostrou que ele se parece com a proteína correspondente do vírus da dengue.

"Os experimentos realmente mostram que o anticorpo contra o vírus Zika está relacionado com o vírus da dengue e vice-versa. Isso faz com que a tarefa de diagnosticá-lo seja mais complicada", lê-se no documento.

 

Fonte: vimeo.comVisual Science

Foi justamente a mutação dessa cápsula proteica que permitiu a criação, em 1937, da vacina da febre amarela. Além disso, os pesquisadores dizem ter razões para acreditar que propriedades particulares da cápsula de proteína E causa a microcefalia em crianças cujas mães adoecem durante a gravidez.

"Se 'estragarmos' essa proteína inserindo ali uma mutação que deixe o vírus sobreviver, então pode ser que obtenhamos uma boa vacina", lê-se no texto.

O projeto sem fins comerciais "Zoopark dos vírus", da companhia russa Visual Science, já criou protótipos tridimensionais de vírus da imunodeficiência, gripe H1N1, Ebola, papiloma e adenovírus.

Com informações da agência de notícias Interfax.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.