Roscosmos aprova projeto de nave turística reutilizável

Bilhetes para viagem especial custarão até 250 mil dólares

Bilhetes para viagem especial custarão até 250 mil dólares

AP
Voos comerciais de 15 minutos pela órbita da Terra terão seis passageiros a bordo. Primeira viagem turística a bordo do novo veículo acontecerá em 2020.

Um projeto para o desenvolvimento de um sistema reutilizável para voos de turismo espacial foi anunciado pela diretor da empresa KosmoKurs, Pável Púchkin. A aprovação da agência espacial russa Roscosmos foi obtida na quarta-feira passada (2).

A especificação técnica de projeto também foi aprovada pelo Instituto Central de Pesquisa da Construção de Máquinas e pelo Centro de Pesquisa Keldysh.

O sistema em desenvolvimento pela KosmoKurs consiste de um veículo de lançamento e uma nave espacial suborbitais reutilizáveis para viagens a uma altitude de 200 km.

A empresa pretende fazer voos para grupos de seis turistas espaciais. Cada voo terá a duração de 15 minutos, sendo de 5 a 6 minutos em gravidade zero.

A primeira viagem ao espaço a bordo da nave da KosmoKurs é esperada para 2020. O preço de um bilhete será de até US$ 250 mil.

No início de fevereiro, a empresa norte-americana Virgin Galactic, de propriedade do famoso bilionário britânico Richard Branson, apresentou seu novo modelo de nave espacial para turismo suborbital produzida pela SpaceShipTwo.

Um voo de duas horas pela Virgin Galactic, no qual os turistas poderão experimentar a ausência de gravidade e ver a Terra de uma altura de 100 km, também deverá custar em torno de US$ 250 mil.

Originalmente publicado pela agência Tass

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.