Sete sinais de que seu cão está pronto para voar pelo espaço

Após viagem ao espaço, Belka e Strielka ficaram famosas e foram exibidas várias vezes em creches e escolas

Após viagem ao espaço, Belka e Strielka ficaram famosas e foram exibidas várias vezes em creches e escolas

Getty Images
Há exatos 55 anos, os cães soviéticos Belka e Strielka foram os primeiros animais domésticos a realizar um voo espacial e retornar à Terra. Talvez seu cachorro também esteja pronto para uma missão desse tipo, mas só há uma maneira de descobrir: observe atentamente o comportamento dele.

O seu cachorro...

...está tão acostumado com barulho que já não reage mais a ele.

Fonte: Dog Gif Page

Na base do Instituto de Problemas Biomédicos de Moscou, onde era realizada a preparação dos animais, os cães eram treinados a suportar um longo período de confinamento e ruídos.

...come qualquer coisa.

Fonte: Dog Gif Page

A comida consumida pelos “cães espaciais” consistia em uma substância gelatinosa, calculada para suprir integralmente as necessidades de água e comida dos animais.

...perdeu peso abruptamente.

Fonte: Dog Gif Page

A seleção inicial de animais para o voo ao espaço recorria a vários critérios: o cão deveria pesar até seis quilos e não podia ter mais do que 35 centímetros de altura; além disso, só estavam aptos cachorros de dois a seis anos de idade.

...está cada vez mais ligado na própria aparência.

Fonte: Tumblr.com

Os cães tinham que ser vistosos para aparecer na imprensa, sobretudo na televisão. Aliás, sua cor devia ser clara para ficar melhor no monitor.

...começou a responder quando chamado por um nome russo.

Fonte: Giphy.com

Pouca gente sabe disso, mas Belka e Strielka chamavam-se, na verdade, Albina e Marquesa. O comandante-geral da Força Estratégica de Mísseis, Mitrofan Nedelin, exigiu a troca por nomes russos.

…late para os satélites norte-americanos.

Fonte: Dog Gif Page

Quando o primeiro satélite de comunicação da Nasa, Echo 1, sobrevoava Baikonur, Belka e Strielka, que estavam a bordo da nave Sputnik-5, começaram a latir incessantemente. A impressão que dava pelas telas é que os cães estavam latindo para o satélite americano.

....treina 24 horas em uma máquina vibratória ou centrífuga.

Fonte: Dog Gif Page

Se você concordou com a maioria das afirmações, tem mesmo algo de errado. Provavelmente seu cão já sonha com as estrelas e está pronto para uma volta pelo espaço.

***

Mas isso não é tão ruim quanto parece: Belka e Strielka, por exemplo, tornaram-se heroínas. Quando retornaram à Terra, foram levadas diversas vezes a jardins de infância e escolas.

Depois de alguns meses, Strielka teve filhotes. Um dos filhotinhos – uma fêmea de nome Púchinka – foi dado de presente pelo líder soviético Nikita Khruschov a Jacqueline Kennedy, esposa do então presidente norte-americano John Kennedy.

Os “cães espaciais”, que foram empalhados, encontram-se atualmente no Museu Memorial da Cosmonáutica, em Moscou, e a figura deles continua a inspirar artistas, escritores e cineastas.

Prova disso é a animação em 3D “Belka e Strielka. Os cães estelares”, lançada em 2010, quando o voo completou 50 anos.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.