Início de nova era glacial em 100 anos é ‘apenas hipótese’, diz acadêmico

Era do gelo anterior começou 32 mil anos atrás e terminou há 6.000 anos Foto: Alamy/LegionMedia

Era do gelo anterior começou 32 mil anos atrás e terminou há 6.000 anos Foto: Alamy/LegionMedia

Primeiro eco do fenômeno seriam as frequentes pancadas de chuva e tsunamis no verão, bem como nevascas intensas no inverno.

As alegações de alguns cientistas, que dizem que uma nova era do gelo poderia começar em 100 anos, são, por enquanto, “apenas uma hipótese”, afirma o acadêmico Vladímir Melnikov, da sucursal siberiana da Academia Russa de Ciências.

“Ainda não está claro quando exatamente deve começar”, acrescenta Melnikov, destacando que “os cientistas já têm bastante conhecimento e tecnologias para atenuá-la”.

Segundo ele, é possível regular processos naturais usando compostos que mitigam uma possível era glacial.

“A era do gelo anterior começou 32 mil anos atrás e terminou há 6.000 anos. Estamos agora vivendo um período entre eras glaciais. É claro que este será o próximo ciclo, mas ninguém pode dizer quando ele deve começar”, diz o acadêmico.

“Já podemos ver o seu primeiro eco, embora fraco – são cada vez mais frequentes as pancadas de chuva e os tsunamis no verão, assim como grandes nevascas no inverno”, acrescenta.

Para o cientista, a rápida corrente do Oceano Atlântico que flui para o norte a partir do Golfo do México pode acelerar o período glacial. “Hoje cientistas estão empenhados em observar esse processo para compreender o quão sério é o problema da migração do corrente do Golfo”, afirma.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.