Rússia quer cooperar com Brasil na base de Alcântara

Foguete Cyclone Foto: Aleksandr Mokletsov/RIA Nóvosti

Foguete Cyclone Foto: Aleksandr Mokletsov/RIA Nóvosti

O vice-premiê russo Dmítri Rogózin anunciou, na última sexta-feira (24), que o país está disposto a cooperar com o Brasil para o desenvolvimento da base de lançamentos de Alcântara, no Maranhão, após cancelamento de projeto espacial bilateral brasileiro-ucraniano.

O vice-premiê russo Dmítri Rogózin anunciou na última sexta-feira (24) que, com o cancelamento, no início do mês, do projeto para lançamento de foguetes ucranianos Cyclone em Alcântara, no Maranhão, a Rússia apresentou uma proposta de cooperação ao Brasil.

Além disso, o país estaria disposto a colaborar no desenvolvimento do cosmódromo brasileiro, segundo Rogózin.

"O Brasil está tentando desenvolver seu próprio cosmódromo. Agora, infelizmente, com a perda ucraniana dos projetos tecnológicos Brasil-Ucrânia para o uso do foguete Cyclone no cosmódromo litorâneo no Brasil, a base foi realmente suspensa, mas a Rússia propôs seu modelo de trabalho. E já colocamos no Brasil algumas de nossas estação Glonass, e temos ideia de como ajudar o país no âmbito do desenvolvimento do cosmódromo. Não excluímos uma cooperação com a temática do 'Sea Launch'", disse Rogózin aos jornalistas.

 

Publicado originalmente pela agência Ria Nôvosti

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.