Dois anos após queda de meteorito, Tcheliábinsk amanhece com 3 sóis

A ilusão de ótica, causada pelo reflexo de cristais de gelo no céu de inverno, propiciou uma “visão tripla” do Sol Foto: Katerindra / Instagram

A ilusão de ótica, causada pelo reflexo de cristais de gelo no céu de inverno, propiciou uma “visão tripla” do Sol Foto: Katerindra / Instagram

Ilusão de ótica causada por cristais de gelo propiciou uma “visão tripla” do Sol.

Tcheliábinsk, cidade nos Urais que ficou famosa após ser atingida por um meteorito há dois anos, testemunhou mais um fenômeno raro nesta terça-feira (17): três Sóis iluminaram o céu ao amanhecer.

A ilusão de ótica, causada pelo reflexo de cristais de gelo no céu de inverno, propiciou uma “visão tripla” do Sol. O fenômeno foi capturado em fotos tiradas por moradores locais e publicadas na rede social Instagram.

A temperatura na cidade girava em torno de - 25°C, e o céu estava limpo, “permitindo que a ocorrência do efeito”, explicaram cientistas.

Os cristais de gelo que causaram a ilusão são muito pequenos para serem vistos a olho nu, mas têm forte poder refratário em grandes quantidades.

Em fevereiro de 2013, um asteroide entrou na atmosfera da Terra e explodiu sobre a região de Tcheliábinsk, com potência estimada em 20 a 30 vezes mais do que uma bomba atômica. A onda de choque danificou milhares de edifícios na região e feriu cerca de 1.500 pessoas.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.