Testes do complexo Sarmat terão início no ano que vem

Novo míssil é considerado “pesado”, por possuir massa superior a 105 toneladas Foto: Vladímir Fedorenko/RIA Nóvosti

Novo míssil é considerado “pesado”, por possuir massa superior a 105 toneladas Foto: Vladímir Fedorenko/RIA Nóvosti

O novo complexo estratégico de mísseis, equipado com mísseis balísticos intercontinentais Sarmat de propulsão por combustível líquido, passará por testes iniciais em 2015. Novo aparato substituirá o soviético Satan.

“Está previsto para o ano de 2015 o desenvolvimento experimental de protótipos de um novo sistema de mísseis equipados com o ICBM [mísseis balísticos intercontinentais] Sarmat”, anunciou o Comandante das Forças Estratégicas de Mísseis, Serguêi Karakaiev.

Segundo ele, o cronograma de trabalho de construção do Sarmat está dentro do previsto. “Atualmente estamos conduzindo testes dos componentes individuais e em conjunto. Criamos para isso uma base experimental de testes”, explicou. O militar também deixou claro que “a criação do novo projeto não dependerá mais do potencial da indústria de defesa ucraniana. Desde 1993, o desenvolvimento de todos os mísseis utilizados pela Força de Mísseis Estratégicos vem sendo realizado por empresas russas”.

O complexo Sarmat é desenvolvido pelo Centro Estatal de Foguetes V.P Makeev com o objetivo de substituir os mísseis soviéticos R-36M2 Voevoda (SS-18 Satan) por ICBM de propulsão líquida. Os Voevodas ficarão em serviço até, pelo menos, 2022.

As características detalhadas do Sarmat ainda não foram divulgadas. De acordo com a classificação do Tratado para Redução de Armas Estratégicas (Start), o míssil é considerado “pesado”, por possuir massa superior a 105 toneladas. Para efeito de comparação, os atuais Voevodas pesam 211 toneladas.

 

Publicado originalmente pelo Lenta.ru

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.