Rússia poderá tirar proveito de aquecimento global

Clima na Terra tornou-se 0,7 graus mais quente em um período de dez anos Foto: Reuters

Clima na Terra tornou-se 0,7 graus mais quente em um período de dez anos Foto: Reuters

Período mais longo de navegação e redução no uso de aquecedores estão entre vantagens. Por outro lado, fenômeno deve alterar modo de vida tradicional da população indígena do Norte e aumentar casos de incêndios florestais.

Os efeitos do aquecimento global atingirão a Rússia 2,5 vezes mais cedo do que o resto do planeta, segundo Aleksandr Frolov, chefe do Serviço Federal de Hidrometeorologia e Monitoramento Ambiental (Rosgydromet).

“O aquecimento global pode dar certas vantagens à Rússia: um período mais longo de navegação e redução no uso de aquecedores, que são essenciais para a Rússia, por ser o país mais frio do mundo”, diz Frolov. “As áreas de cultura e colheita de grãos devem ser consideravelmente ampliadas, sobretudo na Sibéria Ocidental e nos Urais.”

Entre os efeitos negativos do aquecimento global, o especialista destaca a crescente ameaça de incêndios florestais, além da possibilidade de alterar o modo de vida tradicional da população indígena do Norte.

“A Rússia tem de estar preparada para sobreviver em condições tanto de escassez de água, como de inundações”, afirma Frolov.

O clima na Terra tornou-se 0,7 graus mais quente em um período de dez anos, enquanto as temperaturas na Rússia subiram, em média, 0,43 graus no mesmo período.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.