Cientistas concluem projeto conceitual de satélite Elektro-M

Novos satélites terão vida útil de 10 anos Foto: Iúri Machkov/TASS

Novos satélites terão vida útil de 10 anos Foto: Iúri Machkov/TASS

Instrumento meteorológico vai captar relâmpagos e monitorar atmosfera superior, entre outras funções. Programa Espacial Federal prevê lançamento de quatro modelos entre 2021 e 2024.

Especialistas da Associação de Pesquisa e Produção Lavotchkin concluíram o projeto conceitual do satélite meteorológico de nova geração Elektro-M, informou o diretor-geral da Lavotchkin, Víktor Khartov.

“Já finalizamos o projeto conceitual do Elektro-M. Agora vamos nos dedicar a soluções e tecnologias, sobretudo para carga”, disse Khartov, acrescentando que o novo satélite vai superar as características de todos os análogos mundiais.

De acordo com o Programa Espacial Federal para 2016-2025, está previsto o lançamento de quatro satélites Elektro-M entre 2021 e 2024.

Os novos modelos ficarão responsáveis pela leitura multiespectral simultânea de 20 canais, medições de temperatura e umidade do ar na banda infravermelha, captação de relâmpagos em tempo real, além de monitorar os estados da magnetosfera e da atmosfera superior. A vida útil dos novos satélites é estimada em 10 anos.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.