Moscou autoriza exportação do sistema de mísseis Iskander

Foto: Aleksandr Vilf / RIA Nóvosti

Foto: Aleksandr Vilf / RIA Nóvosti

Cazaquistão já demonstrou interesse na compra do sistema, mas especialista afirma que vendas serão feitas com cautela.

O sistema de mísseis operativo-tático Iskander agora poderá ser vendido no exterior, declarou o diretor da empresa Visokototchnie Kompleksi, Alexander Denisov, em entrevista exclusiva à agência de notícias Arms-Tass, durante a exposição de armamentos Oboronekspo 2014.

"O sistema Iskander foi incluído na lista de equipamentos autorizados à exportação, mas é claro que a decisão de venda para outros Estados será considerada com muita cautela", afirmou.

Antes que a autorização fosse anunciada, o diretor-geral e construtor-chefe da KBM (Konstruktorskoe Biurô Mashinostroeniya), Valeri Kashin, já havia dado declarações sobre a disposição da empresa em exportar o sistema Iskander, mas recomendou que os clientes estrangeiros não fizessem pedidos antes de 2015. Segundo Kashin, essa demora se deve a um contrato de longo prazo do Ministério da Defesa, que exigia aumento da produção quatro ou cinco vezes maior do que o volume atual. O diretor da KBM disse ainda que a empresa, juntamente com a Rosoboronexport, renovou esforços para a promoção de sistemas do tipo Iskander à exportação.

 

Já o vice-chefe de gerenciamento de importação, exportação de equipamentos e serviços especiais da empresa NPO Mashinostroeniya, Georgui Kuzik, acredita que mesmo com a autorização o sistema não poderá ser fornecido ao exterior, já que é impossível aumentar a produção de mísseis.

Mesmo com a dificuldade de produção, o sistema tem demanda garantida: na segunda-feira (11), circulava na impressa russa o interesse do Cazaquistão à versão do sistema Iskander-M para exportação.

Publicado originalmente pelo Arms-Tass

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.