Yak-130 deve aumentar participação no mercado externo

As capacidades do Yak-130 não são limitadas a missões de treinamento Foto: Ramil Sítdikov/RIA Nóvosti

As capacidades do Yak-130 não são limitadas a missões de treinamento Foto: Ramil Sítdikov/RIA Nóvosti

Modelo prima pela simplicidade e também é personalizável para as necessidades de cada usuário

Moscou planeja ampliar a representação no mercado global do seu avião de treinamento mais novo, o Yak-130.

De acordo com o chefe de exportação de tecnologia de aviação e equipamentos especiais da Rosoboronexport (empresa estatal russa responsável pelas vendas de equipamento militar ao exterior), Serguêi Kornev, se trata de um dos melhores aviões de treinamento do mundo capaz de ser usado como avião de assalto ligeiro.

Simples e eficaz

O Yak-130 é uma das principais esperanças da aviação militar russa. Os especialistas do país começaram a desenhar o principal avião de treinamento militar, capaz de imitar voos de todos os tipos de caças contemporâneos, nos anos 80. No entanto, após o colapso da União Soviética, o projeto foi congelado.

De acordo com os especialistas que participaram da criação do avião, o exército russo não teve dinheiro para adquirir tecnologias modernas. Em meados da década de 90, o projeto foi recuperado através de um acordo com a empresa italiana Aermacchi, que participou da produção e distribuição do avião Yak-130-AM. Os italianos foram responsáveis pela fabricação de equipamentos e pela distribuição do produto no mercado internacional. Mais tarde os italianos abandonaram o projeto e fabricaram o seu próprio avião М-346. 

No exército russo, o Yak-130 é conhecido como o “iPhone voador”: eficaz, simples e completamente personalizável para as necessidades de cada usuário.

"Eu nunca tinha visto um avião tão simples e eficaz como esse", diz o ex-comandante-chefe das Forças Aéreas da Rússia Vladímir Mikháilov.

O avião pode ser reprogramado durante o voo para realizar o treinamento de pilotos em várias condições climáticas.

Se o piloto está se preparando para pilotar o moderno Su-30, o Yak-130 pode alterar as suas caraterísticas de voo e ficar parecido com o modelo. O avião é altamente seguro e previsível tanto para estudantes como para instrutores. Se o piloto perder o controle do avião, o instrutor pode aterrissar desde o solo por sinal de rádio. O Yak-130 é capaz de voar com segurança em ângulos de ataque de até 40 graus, com uma velocidade variável entre 200 e 800 quilômetros por hora. Atualmente, não há nenhum outro avião de treinamento que oferece uma gama de possibilidades tão completa.

Mais do que um avião de treinamento

As capacidades do Yak-130 não são limitadas a missões de treinamento. Ele pode se tornar um caça de assalto ligeiro. O Yak-130 tem nove pontos de suspensão: seis sob as asas, dois pontos terminais e um sob a fuselagem, com capacidade para até 3 mil quilos de carga militar (mísseis ar-ar, ar-superfície, bombas aéreas e bombas de fragmentação).

De acordo com especialistas das Forças Aéreas da Rússia, o uso do Yak-130 nas missões locais, como a destruição de acampamentos de terroristas, defesa de fronteiras ou luta contra o tráfico de drogas, é mais barato do que o uso dos caças F-35 ou Su-30. Além disso, esse modelo de Yakovlev pode aterrissar em qualquer lugar, seja um aeroporto com pistas de concreto ou de cascalho. Isso permite estacionar o avião nas regiões de operações militares sem aeroportos especializados.

Expectativas de exportação

Os russos começaram a exportar o Yak-130 há pouco tempo. De acordo com o contrato assinado com o Ministério da Defesa da Rússia, a fabricante de aviões Irkut devia entregar 70 aviões ao exército russo antes de começar a exportação. A Argélia se tornou o primeiro comprador do Yak-130 e adquiriu 16 aeronaves. Mais tarde, foram assinados contratos para o fornecimento de 36 aviões para a Síria, 26 para Bangladesh e 4 para a Bielorrússia.

Clique para ver o infográfico na íntegra

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.