Metrô de Moscou ganhará rede 4G

Além de expandir o acesso à internet, governo investirá em 80 novas estações até 2020 Foto: Mathew G. Crisci

Além de expandir o acesso à internet, governo investirá em 80 novas estações até 2020 Foto: Mathew G. Crisci

Prefeitura vai abrir concurso para criar rede móvel unificada por todo o sistema de transporte subterrâneo da capital.

A licitação foi confirmada por duas operadoras de telefonia móvel, e uma fonte próxima à Secretária de Tecnologia da Informação de Moscou disse que a empresa vencedora terá que produzir uma rede que forneça 100% de cobertura em todas as três redes – 2G, 3G e 4G –, aproveitando a infraestrutura existente para desenvolver um serviço unificado.

A fonte acrescentou que o investimento necessário para o projeto é estimado em US$ 142 milhões, com um período de retorno variando entre 15 e 20 anos. O concurso será realizado na metade deste ano.

O metrô da capital moscovita se comprometeu com um ambicioso programa de expansão recentemente, estipulando a construção de quase 80 novas estações até 2020. A prefeitura previu mais de US$ 3,7 bilhões no orçamento deste ano somente para as obras do metrô.

Rede internacional

O metrô começou a lançar serviços gratuitos de Wi-Fi a bordo de seus trens em 2012, na tentativa de aumentar a conectividade dos passageiros. Porém, o serviço móvel está atualmente disponível em apenas dos 10% dos túneis do metrô e 80% das estações.

O metrô de Beijing, na China, oferece cobertura móvel em todas as suas estações e em 90% dos túneis, enquanto que o de Paris – frequentemente citado como modelo para a expansão da malha metroviária de Moscou – alcançou cobertura em 95% das estações e 90% dos túneis.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.