Forças Armadas planejam compra de cem caças MiG-35

Atraso na assinatura do contrato de venda dos caças MiG-35 não significa que o Exército não vai comprar esses aviões, informou o “Lenta.ru”. A decisão já foi tomada, a questão é apenas a escolha do momento apropriado para a assinatura do acordo.

Durante os próximos anos, a Rússia planeja montar mais de 100 caças MiG-35, de acordo com o ministro da Defesa da Rússia, Serguêi Choigu. A administração militar tem a intenção de assinar um contrato de compra de aviões militares desse tipo depois de 2016. A compra dos novos aviões permitiria “criar um equilíbrio ideal entre os ​​caças ligeiros e pesados nas Forças Aéreas da Rússia”, declarou o porta-voz do ministério.

De acordo com as informações do jornal russo “Lenta.ru”, o atraso na assinatura do contrato de venda dos caças MiG-35 não significa que o Exército não vai comprar esses aviões. A decisão já foi tomada, a questão é apenas a escolha do momento apropriado para a assinatura do acordo.

Além disso, o Ministério da Defesa assinou um acordo com a Corporação MiG para a compra de 16 caças MiG-29SMT no valor de US$ 470 milhões. O contrato também prevê a venda de equipamentos de controle.

Programa

A aquisição de tecnologia militar é realizada dentro do programa de desenvolvimento de armas da Rússia até 2020. De acordo com esse programa, a atual frota de aviões e helicópteros deveria ser renovada completamente. O ministério prevê a compra de mais de 600 aviões: Su-34, Su-35S, PAK FA, MiG-35S, os futuros aviões de assalto Su-25M, aviões de transporte militar An-70, Il-76MD-90A e cerca de 1.000 helicópteros diferentes: Mi-26, Mi-8MVT-5, Mi-8AMTSh, Ka-52, Mi-28NM.

O MiG-35 foi criado na base do MiG-29 e é praticamente idêntico na aparência. No entanto, a composição interna é parecida aos caças da quinta geração.

O MiG-35 pode transportar armamento russo e estrangeiro. Tem uma manobrabilidade superior graças aos seus potentes motores com empuxo vetorial. Uma das suas principais características é o radar Zhuk-A com antena em fase ativa. Esse radar permite funcionar em ar-ar e ar-terra ao mesmo tempo, reconhecer e classificar objetos individuais e em grupo a uma distância de 150 km no ar e de 250 km no mar.

O MiG-35 pode seguir 30 alvos e realizar um ataque simultâneo a oito deles. Por suas características militares, manobrabilidade e defesa contra um ataque de mísseis, o MiG-35 é o melhor caça do mundo entre seus análogos, segundo alguns especialistas.

De acordo com o vice-primeiro-ministro Dmítri Rogózin, o MiG-35 pode ser um passo intermediário no rumo a um novo caça ligeiro. Esse avião poderia complementar com sucesso o caça pesado PAK FA e ter um grande sucesso no mercado estrangeiro. O diretor da OAK, Mikhail Pogosian, também confirmou que a Rússia precisa de um caça ligeiro monomotor.

Exterior

A compra dos caças pelo Ministério da Defesa também ajudará a promover as vendas do MiG-35 no exterior.

“Se o Estado comprar esses aviões, os compradores estrangeiros estarão mais dispostos a assinar contratos com fabricantes que produzem tecnologia militar para as Forças Armadas do seu país, porque isso garante a manutenção dos produtos”, disse o diretor-geral da Corporação MiG, Serguêi Korotkov.

Atualmente, as perspectivas de exportação dos MiG-35 são muito humildes. Agora, os MiG de diferentes modelos são usados em 29 países do mundo, mas o MiG-35 foi vendido apenas para a Índia.

Fonte: YouTube

 

Com materiais de RIA Nóvosti e Lenta.ru

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.