Ministério aprova novos métodos para camuflar mísseis

Os novos veículos de engenharia MIOM são capazes de não só esconder os sistemas Yars e Topol dos potenciais inimigos, mas também podem detectar rotas de patrulha Foto:  Aleksandr Kriajev / Ria Nóvosti

Os novos veículos de engenharia MIOM são capazes de não só esconder os sistemas Yars e Topol dos potenciais inimigos, mas também podem detectar rotas de patrulha Foto: Aleksandr Kriajev / Ria Nóvosti

Os novos veículos de engenharia MIOM são capazes de não apenas esconder os sistemas Yars e Topol dos potenciais inimigos, mas também de detectar rotas de patrulha, avaliar o terreno e determinar a possibilidade de localizar os complexos de mísseis em lugares específicos.

O Ministério da Defesa aprovou novos métodos para esconder os complexos de mísseis e a compra de novos veículos de engenharia e camuflagem (MIOM, na sigla em russo).

As informações são da Força Estratégica de Mísseis da Rússia (RVSN, na sigla em russo).

"Os complexos de mísseis mudam de posição a cada 24 horas, e as unidades de engenharia colocam modelos infláveis em tamanho real nos lugares onde os mísseis foram localizados", disse o engenheiro-chefe da RVSN, tenente-coronel Guênrikh Gaidukevitch.

“Será impossível detectar a localização exata dos mísseis”, diz Gaidukevitch.  

Os modelos em tamanho real de mísseis, aviões, tanques e outros armamentos estão exibidos em quase todas as exibições de equipamentos militares. Os mock-ups são usados para criar uma ilusão de posições militares. Embora o olho humano possa distinguir entre um modelo de borracha, para os olhos tecnológicos instalados nos complexos de espionagem, inclusive nas aviões não-tripulados, os modelos parecem naturais. Na construção desses modelos se usam materiais especiais que enganam a visão artificial.

Camuflagem, planejamento e reconhecimento

Os novos veículos de engenharia MIOM são capazes de não só esconder os sistemas Yars e Topol dos potenciais inimigos, mas também podem detectar rotas de patrulha, avaliar o terreno e determinar a possibilidade de localizar os complexos de mísseis em lugares específicos.

Os MIOM também poderão realizar tarefas de camuflagem, reconhecimento radiológico e químico e determinar a capacidade de carga das pontes.

Em 2014, as Forças Armadas da Rússia planejam adquirir sete veículos MIOM que não têm análogos no mundo. Esses veículos vão fazer parte das formações de mísseis de Novosibirsk e Taguil, que incluem vários complexos de mísseis Yars.

De acordo com o contrato de Estado, até 2020, as unidades da RVSN da Rússia receberão 50 veículos de engenharia e camuflagem, o que permitirá esconder todos os complexos Yars no território da Rússia.

Mais moderno, menos visível

O Yars é o sisitema de mísseis intercontinentais mais moderno criado na base do famoso sistema de mísseis Topol-M. Os mísseis do Yars são capazes de derrubar alvos a uma distância de até 10 mil quilômetros com uma inclinação de apenas 150 metros. Os mísseis podem ser lançados através da nuvem de uma explosão nuclear e esquivar todos os sistemas existentes e em construção de defesa aérea.

Pode transportar uma carga militar monobloco de alta potência ou seis ogivas equivalentes a 150 quilotons de trinitrotolueno. Uma divisão móvel de Yars é composta por três estações de lançamento e um ponto de controle. De acordo com especialistas, o complexo de mísseis Yars tem um enorme potencial de modernização.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.