Rússia propõe ao Brasil fabricação conjunta de caças de quinta geração

Rússia está pronta para discutir a possibilidade de criação de uma joint venture em suas negociações com o Brasil Foto: ITAR-TASS

Rússia está pronta para discutir a possibilidade de criação de uma joint venture em suas negociações com o Brasil Foto: ITAR-TASS

Países-membros dos Brics estabelecem parcerias estratégicas na área de cooperação técnico-militar.

A Rússia está propondo ao Brasil o desenvolvimento e fabricação conjunta de caças multifuncionais de quinta geração do tipo T-50, informou à RIA Novosti, nesta segunda-feira (24), o diretor do Serviço Federal para a Cooperação Técnico-Militar da Rússia, Aleksandr Fomin.

"Infelizmente, não participamos da licitação para o fornecimento de 36 caças ao Brasil. No entanto, a nossa proposta de desenvolver e produzir em conjunto com o país um caça multifuncional com base no T-50 continua de pé", disse Fomin na véspera da abertura da Feira Internacional Aérea e Espacialde Santiago, no Chile.

Segundo ele, a Rússia está pronta para discutir a possibilidade de criação de uma joint venture em suas negociações com o Brasil.

O Brasil já escolheu o vencedor da licitação para a aquisição de 36 caças pesados ​​para a Força Aérea Brasileira, no valor de US$ 4 bilhões. Na lista final estavam três aeronaves: o Rafale, da Dassault Aviation, o F/A-18E/F Super Hornet, da Boeing, e o JAS-39 Gripen NG, da Saab. O russo Sukhoi Su-35 não ficou entre os finalistas. A licitação foi vencida pelo sueco JAS- 39 Gripen NG.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

 

 

Qual é a sua opinião sobre o assunto? Comente abaixo.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.