Venda do Whatsapp ajuda divulgação de aplicativos russos

Fundador de WhatsApp Jan Koum Foto: Photoshot / Vostock Photo

Fundador de WhatsApp Jan Koum Foto: Photoshot / Vostock Photo

O grande número de usuários do WhatsApp se deve à ausência da propaganda, que, porém, não é dispensada pelo Facebook, o seu novo proprietário. Portanto, os usuários do aplicativo têm todos os motivos para aguardar mudanças desagradáveis, apesar das declarações da rede social e de Jan Koum, fundador do WhatsApp, que afirmam o contrário.

Até o dia 23 de fevereiro, o Telegram, aplicativo para troca de mensagens via celular desenvolvido por dois russos, havia sido instalado por 4,95 milhões de pessoas e se tornou o recurso com o maior número de downloads em 48 países.

O brusco sucesso do aplicativo se deve em parte ao proprietário do Facebook, Mark Zuckerberg, quena semana passada fechou a compra do famoso WhatsApp por US$ 16 bilhões, fato que não agradou um grande número de usuários do aplicativo e provocou a sua transição para outros recursos disponíveis, inclusive o Telegram. Em alguns países, tais como Alemanha, Holanda, Espanha, México e Chile, ele virou o aplicativo mais baixado de todos os tempos.

Vantagens do Telegram

O Telegram possui um sistema de segurança mais eficiente do que os seus análogos presentes no mercado, inclusive o WhatsApp, que ao longo da sua existência foi envolvido em múltiplos casos de vazamento das informações pessoais dos seus usuários. Anteriormente, Pavel Durov, o criador do aplicativo, ofereceu bons prêmios a especialistas capazes de detectar as vulnerabilidades do protocolo MTProto, em que se baseia o Telegram, confirmando mais uma vez a sua segurança.

O Telegram é um aplicativo destinado à troca de mensagens via celular baseado no protocolo seguro MTProto. O projeto está sendo desenvolvido pelos irmãos Durov. Um deles, Nikolái Durov, exerce as funções do autor de protocolo e de diretor técnico, enquanto Pavel Durov é reponsável pelos investimentos e relações públicas. A maioria dos membros da equipe é de origem russa. A sede da empresa fica em Berlim, mas a pessoa jurídica possui o cadastro oficial em um Estado americano.

O grande número de usuários do WhatsApp se deve à ausência da propaganda, que, porém, não é dispensada pelo Facebook, o seu novo proprietário. Portanto, os usuários do aplicativo têm todos os motivos para aguardar mudanças desagradáveis, apesar das declarações da rede social e de Jan Koum, fundador do WhatsApp, que afirmam o contrário. Ao mesmo tempo, o Telegram se posiciona como um recurso 100% gratuito e, segundo a empresa proprietária, assim permanecerá.

Outro fato importante que atrai os usuários para o Telegram é a pertinência do aplicativo aos projetos desenvolvidos por Durov, criador da rede social russa VKontakte.ru, assim como as possibilidades do recurso de carregar uma quantidade ilimitada de vídeos, arquivos de áudio, imagens e outros tipos de documentos. A única dúvida que ainda não foi resolvida é a questão de observação dos direitos autorais, onde a experiência da VKontante.ru não pode ser considerada bem-sucedida.

Na opinião de muitos, Durov é uma pessoa introvertida e bastante reservada.  Talvez este seja o motivo da presença no aplicativo de uma função chamada pelos próprios desenvolvedores de "chat oculto", realizada através do protocolo especial “end-to-end encryption”, que não deixa rastros nem na rede, nem no próprio aparelho, enquanto as mensagens são apagadas logo após serem enviadas.

A última vantagem, porém não a menos importante, é a ótima usabilidade do aplicativo. O Telegram foi criado como um serviço de nuvem, portanto os processos de realização de todas as suas operações são mais rápidos que os do WhatsApp ou do Line. Além disso, o aplicativo pode ser aberto em múltiplos dispositivos simultaneamente, inclusive no computador.      

Influência do Zuckerberg

O Telegram começou a fazer verdadeiro sucesso após a divulgação da venda da parte das ações da rede social russa VKontante.ru, criada em 2006 e atualmente considerada o site de relacionamento mais popular na Rússia, pertinente a Durov. Na época, o aplicativo ganhou mais de um milhão de novos usuários.

Posteriormente, uma interrupção no funcionamento do WhatsApp provocou picos de 100 novos cadastros no Telegram por segundo.  Atualmente, estes usuários divulgam o aplicativo entre os seus conhecidos, aumentando a sua propagação no mundo para os 4,95 milhões downloads atingidos até o dia 23 de fevereiro.

Apesar de tudo, na opinião dos analíticos da agência Google Trends, as notícias referentes à compra do WhatsApp pelo Facebook apenas aumentaram o interesse do público no aplicativo.  Segundo os especialistas, a frase "O que é WhatsApp?" é inserida no campo de busca com mais frequência que as solicitações referentes à procura das suas alternativas, o que indica uma forte posição do recurso em comparação com os seus análogos. No entanto, ninguém garante que a situação permanecerá a mesma no próximo ano se o Telegram conseguir manter o atual nível de crescimento de 1,2 milhões de novos usuários a cada dois dias.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.