Quinze russos concorrem a vagas para colonizar Marte

Em 2018, veículo de inspeção irá pousar em Marte para pesquisar a localização ideal do futuro assentamento Foto: ESA

Em 2018, veículo de inspeção irá pousar em Marte para pesquisar a localização ideal do futuro assentamento Foto: ESA

Candidatos foram divulgados no site oficial do projeto, mas ainda passarão por mais dois testes. Resultado final sairá apenas em 2015.

Quinze pessoas de cidades russas como Kaliningrado, Voronej, Tcheliábinsk, São Petersburgo e Khímki estão na lista de possíveis participantes do projeto internacional de colonização de Marte, chamado “Mars One”. A lista, que possui mais de mil selecionados, foi divulgada no site oficial do projeto no início desta semana. 

“Estou me especializando em microbiologia e imunologia”, diz Anastassia Barkhatova, de Tcheliábinsk, nos Urais. “Acho que meu conhecimento vai ser útil nas pesquisas em Marte.”

De acordo com o site, todos os candidatos deveriam preencher um formulário de registro com várias seções, incluindo uma carta que explique os motivos do interesse e um vídeo de apresentação de até 70 segundos.

Todos os 250 mil candidatos, provenientes de regiões diversas do mundo, foram inseridos no site oficial para votação. A lista com os finalistas possui 1.058 pessoas, que agora passarão por mais dois testes antes de compor os grupos de 6 a 10 membros. O processo será finalizado no ano que vem.

Esse projeto privado, liderado pelo cientista Bas Lansdorp, foi aprovado pelo vencedor do Nobel de Física em 1999, Gerard ‘t Hooft. A primeira remessa de equipamentos vai ser enviada ao espaço no final deste ano. Em 2018, um veículo de inspeção irá pousar em Marte para pesquisar a localização ideal do futuro assentamento.

Duas instalações de hospedagem, duas unidades com produtos essenciais para sobrevivência, uma unidade de fornecimento de energia e uma segunda sonda serão enviados a Marte em 2021. Até 2033, a população em Marte deve atingir a marca de 20 pessoas.

Os especialistas do Centro de Treinamento de Cosmonautas Iúri Gagárin estão curiosos sobre os recursos que serão empregados para a implementação do projeto. “Nenhum veículo de transporte é capaz de alcançar Marte atualmente”, declarou a assessoria de imprensa do centro. “ Pelos planos de voo espacial tripulados da Rússia, uma missão para Marte só seria possível depois de 2030.”

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Itar-Tass 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.