Sistema de câmeras ajuda a prevenir roubo de veículos

Uma tela ampla instalada no centro de emergências da Diretoria da Polícia Rodoviária permite rastrear todas as viaturas de patrulha presentes nas ruas da cidade Foto: Serguêi Kúksin/RG

Uma tela ampla instalada no centro de emergências da Diretoria da Polícia Rodoviária permite rastrear todas as viaturas de patrulha presentes nas ruas da cidade Foto: Serguêi Kúksin/RG

O programa Pautina (teia de aranha, em russo) processa os dados referentes à circulação de veículos obtidos pelas câmeras de vigilância instaladas nas ruas e vias das cidades. O sistema é capaz de detectar o desvio de qualquer veículo da sua rota habitual e enviar um sinal de alerta ao posto central da Polícia Rodoviária.

Lançado neste ano em três distritos federais da Rússia, assim como em Moscou, o Pautina será em breve instalado em todas as unidades federativas do país. “O uso do sistema na capital oferece mais possibilidades de avaliar sua eficiência, pois há mais de 100 mil câmeras instaladas nos espaços públicos, das quais 700 destinam-se à fiscalização de infrações de trânsito”, diz Viktor Kovalenko, vice-diretor do Departamento de Polícia Rodoviária de Moscou.

As funções do novo sistema incluem a identificação de sete principais marcas de carros no país, reconhecimento de veículos individuais pela sua marca e uma parte da placa, e a verificação de placas automotivas nacionais e internacionais. Além das funções padrão, o Pautina é capaz de gravar as rotas dos veículos que circulam pela cidade e elaborar trajetos padrão para cada um deles.

Uma tela ampla instalada no centro de emergências da Diretoria da Polícia Rodoviária permite rastrear todas as viaturas de patrulha presentes nas ruas da cidade, identificadas por retângulos azuis. Caso as câmeras de vigilância detectem um veículo supostamente furtado, a tela emite um sinal de alerta representado por uma imagem de círculo laranja, bem como informações sobre o automóvel em questão. Em seguida, o operador repassa todos os dados recebidos para a equipe policial mais próxima ao local do veículo suspeito.

Apesar do pouco tempo de operação, o sistema já conseguiu provar a sua eficiência em missões especiais da Polícia Rodoviária russa, ao ajudar a capturar uma quadrilha especializada em furtos de carro.

“Ao longo de 2012, quase 12 mil carros foram roubados em Moscou, enquanto em 2013 esse número caiu para pouco mais de 10.000”, diz Kovalenko. “Conseguimos atingir esse resultado combinando o novo sistema com alterações nos procedimentos padrão da Polícia Rodoviária.”

As autoridades estão agora avaliando a possibilidade de lançar um serviço que permitirá gerenciar algumas funções do sistema pelos próprios motoristas por meio de smartphones. Por exemplo, qualquer indivíduo poderá enviar um torpedo informando que o seu veículo ficará estacionado por um longo período. Somente outro torpedo enviado do mesmo número cancelará o serviço de vigilância. Se o sistema detectar movimento do veículo após o recebimento da primeira mensagem, os policiais serão imediatamente alertados.

 

Publicado originalmente pela Rossiyskaya Gazeta

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.